Menu
Busca quinta, 02 de julho de 2020
(67) 99659-5905
CASO QUEIROZ

Flávio Bolsonaro pede para STF suspender investigação sobre 'rachadinha'

19 dezembro 2019 - 18h50Por G 1

A defesa do senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ) pediu ao STF (Supremo Tribunal Federal) a suspensão das investigações das quais ele é alvo no Rio de Janeiro.

O pedido chegou ao Supremo às 23h43 desta quarta-feira, dia 18 de dezembro, e está em segredo de Justiça. O relator será Gilmar Mendes porque ele foi o ministro sorteado para analisar reclamação anterior da defesa referente ao mesmo caso.

Agora, Flávio Bolsonaro quer liminar (decisão provisória) para suspender a apuração do Ministério Público Estadual do Rio. A defesa do senador pede o trancamento da investigação, ou seja, o arquivamento.

Flávio Bolsonaro, um dos filhos do presidente Jair Bolsonaro, é investigado por suspeita de ter montado um esquema de "rachadinha" quando era deputado estadual do Rio.

A prática da chamada "rachadinha" se dá quando um parlamentar exige de servidores comissionados no gabinete a devolução de parte dos salários. A defesa de Flávio Bolsonaro nega que ele tenha montado esquema do gênero.

A investigação sobre Flávio Bolsonaro ficou paralisada por cerca de quatro meses por decisão do Supremo.

A defesa argumenta que houve quebra de sigilo sem autorização judicial no compartilhamento pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) com o Ministério Público de informações sobre o senador.

O caso ficou suspenso até o Supremo decidir sobre os critérios do compartilhamento. Depois que o STF validou o modelo de repasses de relatórios do Coaf para o Ministério Público, a apuração no Rio foi retomada.

Relatório do Ministério Público Estadual do Rio afirma que o senador depositou R$ 638,4 mil em dinheiro vivo na conta de um corretor e assim ocultou ganho ilícito com as chamadas "rachadinhas".

O relatório do MP faz parte do pedido de busca e apreensão realizada nesta quarta-feira (18) contra 24 alvos, entre os quais Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, e parentes dele e de Ana Cristina Siqueira Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TV DOURADOS NEWS
Caixa Econômica Federal registra casos de coronavírus em Dourados e Rio Brilhante
CÂMARA DE DOURADOS
Julgamento de denúncia sobre ‘rachadinha’ douradense é adiado por causa da pandemia
BRASIL
Hoje é o último dia para pedir o auxílio emergencial
CLIMA
Temperatura cai 14 graus e Dourados tem segundo dia mais frio do ano
PARALELO 18/5
PF cumpre mandados em MS contra quadrilha que traficava cocaína em barcos
CAMPO GRANDE
Capotamento termina com pai e filho mortos em estrada vicinal
POLÍTICA
Câmara aprova adiamento das eleições municipais para novembro
CRIME AMBIENTAL
Homem é multado em R$ 30 mil por desmatamento ilegal
MS
Pandemia impactou em maior número de apreensões de ilícitos pelo DOF
BENEFÍCIO
Vale Universidade implanta tele-estágio e tem a aprovação de estudantes e supervisores

Mais Lidas

REGIÃO
'Ciclone bomba' traz ventos fortes e alertas de granizo, chuvas e queda de temperatura a Dourados
PANDEMIA
MS soma mais cinco mortes de coronavírus; morador de rua douradense é uma das vítimas
POLÍCIA
Dupla é presa por tráfico de drogas no Dioclécio Artuzi
PANDEMIA
Dourados tem quatro mortes por Covid em 24 horas, uma das vítimas médico