Menu
Busca terça, 07 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Excesso de chuva prejudica lavouras de soja em Mato Grosso

24 fevereiro 2013 - 17h40

A chuva afetou principalmente as lavouras plantadas no final de setembro e início de outubro, com sementes de variedades de soja precoce.

A ideia dos produtores era antecipar ao máximo a colheita da soja para semear na mesma área o milho safrinha cujo prazo máximo recomendado pelos técnicos terminou no dia quinze de fevereiro.

No entanto, a chuva não deu trégua. Em fevereiro tem chovido quase todos os dias no em Mato Grosso, e a chuva em cima dos grãos de soja maduros, preocupa os produtores.

No município de Sinop, no norte do estado, uma lavoura de 400 hectares foi inteira perdida, os grãos estão mofados por causa da chuva. “Daria para vender para as fábricas de ração, mas eles oferecem em torno de 15 reais a saca, sendo que o preço normal está 45 reais, então não compensa colher”, explica o agricultor Edemar Welter.

Mesmo sabendo que o prazo para o plantio do milho safrinha terminou no dia 15, Edemar resolveu correr o risco e para não perder tempo semeia o milho em cima da lavoura de soja abandonada.

Normalmente muitos ultrapassam o prazo técnico para o plantio do milho safrinha, mas este ano a maioria dos produtores de Mato Grosso plantou ou ainda está semeando o milho fora do prazo.

O risco neste caso não é a chuva e sim a falta dela. Em abril termina a estação chuvosa e o milho plantado fora do prazo pode ser prejudicado pela falta de água. Por isso, já se espera uma queda de produtividade no milho safrinha.

A maior cartada dos produtores para diminuir o prejuízo é a safra de soja tardia, que está sendo colhida agora e que ocupa mais de 65% da área total do estado.

Quando a chuva dá uma trégua, os agricultores têm que colher sem parar. O importante é tirar o máximo possível da safra que sobrou da chuva.

O agricultor Fábio Brataz, do município de Nova Ubiratão, perdeu 30% da soja precoce, mas ainda tem 450 hectares de soja tardia para tirar do campo.

A preocupação de todos é o excesso de umidade dos grãos, que compromete a qualidade da soja, por isso Fábio pilota a máquina de olho no marcador, que indica uma média do teor de umidade e da produtividade da área. No entanto, a confirmação final ele só vai ter quando a carreta despejar a soja no armazém.

Antes de ir para o depósito, a máquina faz a limpeza para tirar as impurezas e grãos avariados. Depois são colhidas várias amostras, elas são etiquetadas com o nome do produtor e analisadas em outra máquina. Com até 14% de umidade, a soja nem passa pelo secador, vai direto para o silo. Acima disso significa que tem excesso de água.

O Globo Rural acompanhou a análise de uma carga de 30 toneladas que indicou 27% de umidade. Ou seja, para baixar para 14%, a soja tem que perder 13% de umidade. Fazendo as contas, a carreta de 30 toneladas perde seis toneladas por causa da umidade, e mais quatro toneladas de grãos estragados pela chuva, que foram descartados na limpeza. No final, o produtor vai receber apenas por 20 toneladas.

As carretas aguardam normalmente cerca de uma hora para que a soja passe pelo processo de secagem, mas com o excesso de umidade está durante até três horas. Essa demora na secagem acaba onerando ainda mais o custo do transporte da safra. O frete aumentou 35%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

IVINHEMA
Polícia frustra traficantes que levariam maconha para São Paulo
ECONOMIA
INSS define regras para antecipar pagamento de auxílio-doença
RIBAS DO RIO PARDO
Fusca apresenta defeito e motorista é flagrado com maconha na BR-262
EDUCAÇÃO
Enem: 670 mil estudantes já solicitam isenção da taxa de inscrição
AQUIDAUANA
Apreendida moto usada em fuga por homem que matou ex com tiro na cabeça
DOURADOS
Varas do Trabalho liberam R$ 50 mil para combate ao coronavírus
TRÊS LAGOAS
Preso integrante do PCC que sequestrou vítima para julgá-la em tribunal do crime
ASTRONOMIA
'Superlua rosa' poderá ser vista na noite desta terça no Brasil
PECULATO
Justiça condena réus por tráfico e investigador perde o cargo na polícia
GERAL
Governo federal lança programa de arrecadação de doações

Mais Lidas

DOURADOS
Dois homens são executados por dupla de moto no Jardim Carisma
FLEXIBILIZAÇÃO
Com restrições, comércio volta a funcionar amanhã em Dourados
COVID-19
Estado tem mais três confirmações do novo coronavírus em 24 horas, todas no interior
DOURADOS
Polícia apura que filho matou pai a pauladas após agredir a mãe grávida