Menu
Busca segunda, 02 de agosto de 2021
(67) 99257-3397

EUA apelam contra vitória do Brasil sobre algodão

18 outubro 2004 - 18h55

Os EUA apresentaram hoje uma apelação formal à OMC (Organização Mundial do Comércio) contra a ação apresentada pelo Brasil que defende a ilegalidade dos subsídios do país à produção e exportação de algodão. A organização havia decidido em favor do Brasil no dia 18 de junho. O painel da OMC decidiu que os EUA quebraram as regras do comércio internacional ao subsidiar sua produção de algodão, reafirmando decisão tomada em abril de que a política americana de subsídios ao produto prejudica a produção brasileira. A queixa do Brasil apresentada à OMC diz que os EUA conseguiram manter a posição de segundo maior produtor mundial de algodão e maior exportador devido aos subsídios de US$ 12,5 bilhões concedidos aos produtores americanos entre agosto de 1999 e julho de 2003. Os EUA insistem que o custeio à produção dos fazendeiros americanos estão nos níveis permitidos e dizem os recursos destinados aos produtores não seriam subsídios pela definição da própria OMC. Portanto, não deveriam ser incluídos nos cálculos. Já a OMC diz que alguns dos programas de crédito dos EUA para a produção de algodão --entre outros itens-- são subsídios à exportação porque são fornecidos a taxas que não cobrem os custos de manutenção do programa no longo prazo. Segundo a decisão do painel, as ajudas aos produtores americanos causaram "sérios prejuízos aos interesses do Brasil" e os EUA deveriam remover os subsídios ilegais "sem demora". O coordenador-geral de controvérsias do Itamaraty, Roberto Azevedo, disse no mês passado que, apesar da decisão da OMC ter sido totalmente favorável ao Brasil, o país ainda poderá sugerir algumas modificações no documento aproveitando a apelação por parte dos EUA. Com isso, ele espera garantir que não haja problemas de interpretação jurídica na hora de implementar a decisão. "Não há nada do relatório que seja desfavorável. Mas gostaríamos de amarrar mais a interpretação que foi dada", afirmou Azevedo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Jardineiro preso em aeroporto com maconha que iria para o Maranhão
POTÁVEL
Bolsonaro lança programa que levará água a escolas do Nordeste
Cinco são presos com produtos químicos que seriam levados para Bolívia
Cinco são presos com produtos químicos que seriam levados para Bolívia
UEMS
Últimos dias de inscrição para Especialização em Direito Difusos e Coletivos
PARANAÍBA
Dono de ferro velho é preso por receptação com 80 metros de trilhos
POLÍTICA
Câmara de Dourados aprova 22 projetos de lei em sessão ordinária 
BONITO
Polícia prende traficante e batedor com 380 quilos de maconha e skunk
TJ/MS
Provas do concurso para cartórios extrajudiciais serão realizadas no dia 22
Criança com crises convulsivas no Pantanal é socorrida por avião
NÚMEROS DA PANDEMIA
Média móvel de mortes por Covid no Brasil fica abaixo de mil pelo 3º dia

Mais Lidas

SP
Homem leva menina de 15 anos ao hospital e diz que ela morreu após sexo; polícia investiga
POLÍCIA
Jovem é agredida durante assalto em Dourados
PANDEMIA
Homem e mulher são mais recentes vítimas da Covid-19 em Dourados
PANDEMIA
Jovem de 21 anos e sem comorbidades é vítima do coronavírus em MS