Menu
Busca quarta, 27 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Empresa brasileira que atua no PY é alvo de protesto internacional

28 janeiro 2010 - 14h23

Acusada de desmatar o território onde, estima-se, encontra-se a última tribo indígena não-contactada da América do Sul (fora da Amazônia), a empresa brasileira Yaguareté Porã, proprietária de um latifúndio no extremo norte do Paraguai, foi alvo de um protesto internacional.
Na última terça-feira (26), manifestantes ligados à organização não-governamental britânica Survival International concentraram-se em frente às embaixadas do Paraguai em Londres (Reino Unido), Paris (França) e Madrid (Espanha), para cobrar providências em defesa dos índios isolados.
Tais índios pertencem à tribo Ayoreo Totobiegosode, que vive de maneira nômade no semi-despovoado Chaco, deslocando-se livremente em território que, no papel, está dividido politicamente entre Paraguai e Bolívia.
A existência de membros da tribo que continuam a viver em estado silvícola, à margem de qualquer contato com o “homem branco”, é atestada por uma tribo vizinha e por ayoreos que, há cerca de duas décadas, tiveram contato com fazendeiros e missionários cristãos nas imediações de Filadélfia.
A luta da Survival e de ativistas que defendem os direitos dos índios é para que a tribo não seja forçada a um contato indesejado com a “civilização”, em direito que lhes é assegurado pela Organização das Nações Unidas (ONU), que conta com legislação específica sobre o tema.
A atuação da Yaguareté Porã, que nega estar desmatando área indígena e afirma que beneficiará os indígenas através da criação de uma reserva natural com os remanescentes de mata em suas terras, foi alvo de uma irônica premiação internacional promovida pela Survival no último dia 20.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS
Empresária paulista perde R$ 50 mil ao negociar compra de sucata
ECONOMIA
Governo Federal libera mais R$ 28,7 bilhões para auxílio emergencial
TRÁFICO
PRF apreende 254 quilos de maconha e prende batedores na fronteira
SUPREMO
Celso de Mello envia à PGR requerimento contra Carla Zambelli
PONTA PORÃ
Motorista não explica procedência de R$ 68 mil e acaba na Polícia Federal
ARTISTA
Pagamento da 1ª parcela do edital “MS Cultura Presente” está disponível
POLÍTICA
Governo vai disponibilizar lista de quem recebeu auxílio emergencial
JUSTIÇA
Após 26 dias presa, mulher que matou marido a facadas ganha liberdade
BANDEIRA TARIFÁRIA
Conta de luz não terá cobrança extra até o fim do ano, informa Aneel
BR-262
Veículo furtado na Bahia é recuperado durante barreira sanitária

Mais Lidas

DOURADOS
Prefeitura estende toque de recolher em 2h em Dourados
PANDEMIA
Dourados tem mais de 150 casos de Covid-19 e secretário diz ser assustadora a crescente na região
PANDEMIA
Dourados investiga morte com suspeita do novo coronavírus
DOURADOS
Empresários cobram de Délia prova científica para justificar toque de recolher