Menu
Busca segunda, 30 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
BRASIL

Em decisão inédita, TST diz que motorista não é empregado do Uber

05 fevereiro 2020 - 12h50Por Agência Brasil

Por unanimidade, a Quinta Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) decidiu hoje (5) negar o vínculo empregatício de um motorista com o aplicativo de transporte Uber. Trata-se da primeira decisão da última instância trabalhista sobre o tema.

A medida tem efeito imediato somente para o caso de um motorista específico, mas abre o primeiro precedente do tipo no TST, de onde se espera uma unificação do entendimento sobre o assunto na Justiça do Trabalho. Isso porque, em instâncias inferiores, têm sido proferidas decisões conflitantes a respeito dos aplicativos de transporte nos últimos anos.

Todos os ministros que participaram do julgamento no tribunal seguiram o voto do relator, ministro Breno Medeiros. Para ele, o motorista não é empregado do Uber porque a prestação do serviço é flexível e não é exigida exclusividade pela empresa.

O TST considerou ainda que o pagamento recebido pelo motorista não é um salário, e sim uma parceria comercial na qual o rendimento é dividido entre o Uber e o motorista. Esse é um dos principais pontos da defesa do aplicativo, que alega não ser uma empresa de transporte.

Dessa maneira, o tribunal revogou decisão da 15ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT2), segunda instância da Justiça trabalhista com sede em São Paulo, que em agosto de 2018 havia reconhecido o vínculo empregatício entre o motorista Marco Vieira Jacob e o Uber.

Na ocasião, o TRT2 compreendeu que o motorista não tem a autonomia que é alegada pelo Uber, sendo obrigado por exemplo a seguir diversas regras de conduta estabelecidas pela empresa.

Durante o julgamento desta quarta (5), os magistrados da Quinta Turma do TST – os ministros Breno Medeiros e Douglas Alencar Rodrigues e o desembargador convocado João Pedro Silvestrin – ressaltaram a necessidade urgente de que seja elaborada uma legislação específica para regulamentar as relações trabalhistas envolvendo aplicativos de transporte.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Alan Guedes reúne vereadores reeleitos e eleitos para informar procedimentos
CÂMARA DE DOURADOS
Alan Guedes reúne vereadores reeleitos e eleitos para informar procedimentos
Bombeiros são acionados para retirar corpo encontrado no rio Aquidauana
REGIÃO DO PANTANAL
Bombeiros são acionados para retirar corpo encontrado no rio Aquidauana
Aced faz homenagens e entrega R$ 9,5 mil em Noite de Premiações
DOURADOS
Aced faz homenagens e entrega R$ 9,5 mil em Noite de Premiações
Mais um douradense morre com Covid e cidade acumula 120 vítimas
PANDEMIA
Mais um douradense morre com Covid e cidade acumula 120 vítimas
Ao encontrar porta fechada, homem quebra vidro do HV em busca de atendimento
DOURADOS 
Ao encontrar porta fechada, homem quebra vidro do HV em busca de atendimento
DOURADOS
Délia expede decreto para regulamentar banco de horas aos servidores da Saúde
INDÚSTRIA DE MS
Índice Geral de Desempenho Industrial volta a registrar alta pelo 6º mês consecutivo
DÍVIDAS
Parcelamento de contas atrasadas com a Sanesul termina 31 de dezembro
DOURADOS
Saúde regulamentou nova jornada de servidores às vésperas da Operação 'Ponto Britânico'
HOSPITAL REGIONAL
No combate ao Covid-19, Governo abre processo seletivo para 80 profissionais de saúde

Mais Lidas

DOURADOS
Primeira noite com novo toque de recolher tem flagrante de festa com 119 adolescentes
DOURADOS
Decreto é republicado por incorreção, agora com brechas para esporte coletivo e boliche
DOURADOS
Homem é preso com arma após ex-namorada correr até viatura da PM e denunciar ameaça
POLICIAL
Criminoso imita abordagem de polícia para cometer roubo em Dourados