Menu
Busca quinta, 22 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
BRASIL

E-Social para empresas começa a ser implementado em janeiro

29 novembro 2017 - 18h50Por Portal Brasil

A implantação do programa eSocial vai começar em 8 de janeiro de 2018 para empresas com faturamento anual superior a R$ 78 milhões, informa a Receita Federal. O eSocial, também conhecido como Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas, vai contemplar 13.707 empresas na primeira fase.

Outros empregadores, como micro e pequenas empresas e microempreendedores individuais (MEIs), vão poder se cadastrar a partir de 16 de julho de 2018. Já para os entes públicos, a data de início é em 14 de janeiro de 2019.  O objetivo do sistema é desburocratizar a administração de informações sobre os trabalhadores e facilitar a prestação de dados referentes às obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas. O resultado é a redução de custos e tempo na execução de 15 obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas das empresas.

“A principal premissa do eSocial é a entrada única de dados que alimentará a base de dados dos entes de controle”, explicou o assessor especial da Receita Federal para o eSocial, Altemir Melo, referindo-se à Receita Federal, Caixa Econômica Federal, Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e Ministério do Trabalho.

"Nossa base de dados contará também com a participação dos próprios contribuintes. E a grande mudança de paradigma é que o eSocial será agora um fluxo. O sistema que as empresas têm hoje está sendo ajustado para se comunicar com a base nacional. Assim, cada evento registrado na empresa, como a admissão de um trabalhador, será replicado para a base nacional do eSocial, a fim de compartilhar os dados com os entes de controle”, completou Melo. 

Banco de dados

O governo vai criar, com as informações de aproximadamente oito milhões de empresas, um banco de dados composto por mais de 40 milhões de trabalhadores. Com isso, o eSocial vai fiscalizar direitos previdenciários e trabalhistas e tornar o processo mais simples, transparente e ágil para as empresas. Assim, o eSocial vai reduzir penalidades por dados errados ou discrepantes e unificar as obrigações dos empregadores. A fiscalização do governo será fortalecida com a ferramenta, além de aumentar a possibilidade de implementar programas sociais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVA ANDRADINA
Dono de auto elétrica é encontrado morto no interior de oficina
ECONOMIA
Bolsonaro sanciona projeto de lei que cria poupança social digital
NAVIRAÍ
Mãe faz vaquinha para custear tratamento da filha com síndrome de West
PROVA DE VIDA
Recadastramento de aposentados está suspenso até 30 de novembro
MEIO AMBIENTE
Homem é preso e multado por capturar e manter aves silvestres em cativeiro
SOLIDARIEDADE
TJ/MS lança Campanha de Natal e atenderá crianças, adolescentes e idosos
MIRANDA
Trio é preso com cocaína avaliada em R$ 1,7 milhão na BR-262
BRASIL
Governo anuncia eSocial simplificado e revisão de normas trabalhistas
JUSTIÇA
Sobrinho acusado de matar tio pelas costas será julgado nesta sexta
JUDICIÁRIO
Posse de Kassio Nunes Marques no STF será no dia 5 de novembro

Mais Lidas

DOURADOS
Acidente entre carreta e motocicleta mata mulher na BR-163
HOMICÍDIO EM 2013
Condenada pela morte do ex em Dourados é presa na Capital
DOURADOS
Motorista bêbado causa acidente em semáforo da Avenida Marcelino Pires
DOURADOS
Carona de motociclista que morreu em acidente com carreta corre risco de ter perna amputada