Menu
Busca terça, 21 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
ECONOMIA

Dólar fecha em queda com venda de moeda após alta durante o dia

06 agosto 2014 - 17h45

O dólar fechou em queda nesta quarta-feira (6), com os investidores vendendo moeda norte-americana depois de atingir a máxima em quatro meses durante o dia e encostou em R$ 2,30.
A moeda norte-americana perdeu 0,4%, para R$ 2,2736.

"O dólar subiu muito nesses últimos dias, é difícil ter fôlego para subir muito mais nesta sessão. Mesmo assim, a questão da Ucrânia continua preocupando e isso limita o espaço para quedas", resumiu à Reuters o superintendente de câmbio da corretora Intercam, Jaime Ferreira.

A Rússia reuniu cerca de 20 mil tropas na fronteira do leste da Ucrânia e pode usar a desculpa de missão humanitária ou de manutenção da paz para enviá-los ao território ucraniano, disse a Otan em comunicado nesta quarta-feira.

A notícia intensifica as preocupações do mercado com a crise entre Kiev e Moscou, que já levou a União Europeia e os Estados Unidos a imporem sanções contra a Rússia. O mercado teme que o impasse se traduza em punições ainda mais duras.

Essas preocupações ajudaram na véspera o dólar a subir quase 1% ante o real, aproximando-se do patamar de R$ 2,30. Investidores já especulavam sobre a possibilidade de o Banco Central brasileiro agir para evitar novas altas, que tendem a pressionar a inflação.

"É normal que o mercado fique mais arisco quando o dólar chega nesses patamares porque o BC deu sinais no passado que não quer o dólar alto", disse à Reuters o operador de câmbio de uma corretora internacional. "Mas houve um movimento global de fortalecimento do dólar. Se não houver muita especulação ou volatilidade, acho que o BC deve continuar como está", acrescentou.

Intervenções do BC

Pela manhã, a autoridade monetária deu continuidade às suas intervenções diárias e vendeu a oferta total de até 4 mil swaps cambiais, que equivalem a venda futura de dólares. Foram vendidos 1,5 mil contratos para 1º de junho de 2015 e 2,5 mil contratos para 2 de fevereiro de 2015, com volume correspondente a US$ 198,6 milhões.

O BC também vendeu a oferta total de até 8 mil swaps para rolagem dos contratos que vencem em setembro. Ao todo, o BC já rolou cerca de 12% do lote total, que corresponde a US$ 10,070 bilhões.
Desde o dia 31 passado, a moeda dos EUA se mantém acima de R$ 2,25 e, segundo analistas, não deve voltar abaixo desse nível tão cedo.

O dólar vinha oscilando entre R$ 2,20 e R$ 2,25 desde o início de abril, com breves exceções, intervalo que agradaria ao BC por não ser inflacionário e não prejudicar as exportações.
Com a cena externa mais pressionada, operadores acreditam que esse piso informal esteja se deslocando para cima, para perto dos R$ 2,25.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Chamado de 'prevaricador', chefe da CGU depõe hoje à CPI da Covid
SENADO
Chamado de 'prevaricador', chefe da CGU depõe hoje à CPI da Covid
Bola Cheia...! Bola murcha...!
COLUNA
Bola Cheia...! Bola murcha...!
No CETEPS, aluno sai com diploma de técnico em enfermagem em 18 meses
INFORME PUBLICITÁRIO
No CETEPS, aluno sai com diploma de técnico em enfermagem em 18 meses
AQUIDAUANA
Acusado de atirar na nuca de policial é condenado a 18 anos de prisão
BENEFÍCIO
INSS: quase cinco milhões terão de fazer prova de vida até 2022
DOURADOS
Agetran e Sucata Cultural realizam nesta terça Abordagem de Veículos 
NOVA YORK
Discurso de Bolsonaro abre debate da 76ª Assembleia Geral da ONU
AGRO
Semagro e Iagro lançam campanha para produção de alimentos seguros
CHAPADÃO DO SUL
Caminhão-tanque com etanol pega fogo e quase vai pelos ares
TEMPO
Terça-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove

Mais Lidas

DOURADOS
'Buguinha' é presa e diz que matou caseiro por legítima defesa
EVENTO CLANDESTINO
PM encerra festa com pelo menos 2 mil pessoas em Dourados
DOURADOS
Envolvida em execução de detetive é presa novamente em Dourados
LOTERIA
Douradense fatura R$ 31 mil ao acertar na quina