Menu
Busca sábado, 05 de dezembro de 2020
(67) 99659-5905
ECONOMIA

Dólar cai no último pregão de 2019, mas sobe 3,5% no ano

30 dezembro 2019 - 16h45Por G1

O dólar comercial fechou em queda nesta segunda-feira, dia 30 de dezembro, último pregão do ano, mas encerrou 2019 com uma alta de 3,50%.

Nesta segunda, a moeda norte-americana recuou 1,00%, a R$ 4,0098. No mês, a moeda caiu 5,42%. Já o dólar turismo terminou o ano vendido perto de R$ 4,18, sem considerar o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). 

Segundo o Valor Online, a queda desta segunda foi influenciada pelo mercado internacional favorável ao risco e também pela pressão da formação da Ptax, que será a referência para o vencimento dos contratos futuros negociados na B3, na próxima quinta-feira.

No ambiente interno, o mercado acompanhou as projeções do Boletim Focus do Banco Central (BC). No relatório, economistas elevaram a estimativa de inflação para este ano de 3,98% para 4,04%. Já a projeção para o crescimento do PIB para este ano subiu de 1,16% para 1,17%. Para o ano que vem, a previsão foi elevada de 2,28% para 2,30% – oitava alta seguida.

A projeção dos analistas para a taxa básica de juros (Selic) no fim de 2020 permanece em 4,50% ao ano.

De forma geral, os mercados chegam ao fim do ano com tom otimista, especialmente depois de os Estados Unidos (EUA) e a China terem chegado a um consenso sobre alguns pontos de questões tarifárias.

Sinais de estabilização na economia chinesa, conforme indicativo por números recentes, também amparavam a busca por risco no mercado de moedas, sobretudo as de países exportadores de commodities --produtos com forte demanda chinesa.

Na máxima do ano, dólar chegou a R$ 4,25

Em novembro, o dólar bateu recordes nominais sucessivos, chegando a ser cotado a R$ 4,2584, em meio a incertezas sobre a economia mundial e piora das contas externas brasileiras.

A queda da taxa básica de juros também contribuiu para a alta da moeda em relação ao real: com a redução do rendimento das aplicações por aqui, em um cenário ainda de incertezas, os investidores buscaram opções lá fora, retirando dólares do país.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bolsonaro participa da formatura de cadetes da Aman
BRASIL
Bolsonaro participa da formatura de cadetes da Aman
Vizinho denuncia e ladrão é preso durante furto a residência
COXIM
Vizinho denuncia e ladrão é preso durante furto a residência
Banda Haiwanna encerra Som da Concha  Lives 2020 com show autoral
CULTURA
Banda Haiwanna encerra Som da Concha Lives 2020 com show autoral
Inscrições abertas para seleção de bolsas na UEMS
OPORTUNIDADE
Inscrições abertas para seleção de bolsas na UEMS
Traficante é preso com mais de 1t de droga em caminhonete roubada
REGIÃO
Traficante é preso com mais de 1t de droga em caminhonete roubada
SAÚDE PÚBLICA
Médico do Inca alerta para sintomas de câncer do colo do útero
FAMOSOS
Internada com Covid-19, Nicette Bruno passa por hemodiálise
CAPACITAÇÃO
Enap lança curso de formação para novos prefeitos
ESPORTES
São Paulo e Rodrigo Nestor conversam por renovação de contrato ainda em 2020
FATALIDADE
Jovem desaparece enquanto tomava banho de rio com a família

Mais Lidas

DOURADOS
Novo decreto não autoriza horário estendido do comércio em dezembro
TRÊS LAGOAS
Mãe vê menina com vizinho ao chegar do trabalho e descobre estupro
ECONOMIA
Pessoas que receberam auxílio emergencial irregular serão cobradas por SMS
PANDEMIA
Com novo óbito, Dourados confirma sexta morte por Covid em quatro dias