Menu
Busca segunda, 19 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Dólar cai e risco Brasil despenca abaixo dos 400 pontos

13 janeiro 2004 - 12h50

O dólar comercial opera em queda na manhã desta terça-feira. Às 10h12, a moeda norte-americana caía 0,14% em relação ao fechamento de ontem, comprada a R$ 2,783 e vendida a R$ 2,786. Até o momento, a máxima cotação da moeda chegou a R$ 2,791 e, a mínima, a R$ 2,778. O risco Brasil caía 3,91%, às 8h08, para 393 pontos, menor nível desde 22 de outubro de 1997. Já o C-Bond subia 0,17%, cotado a 100,93% de seu valor de face. Em pouco mais de uma hora de negócios, o Banco Central anunciou dois leilões de compra de dólares no mercado interno, dentro da estratégia de recompor as reservas internacionais do Brasil. A primeira operação não impediu que a moeda norte-americana interrompesse a trajetória de queda exibida desde o início dos negócios. Após o anúncio do segundo leilão, no entanto, o dólar passou a exibir leve alta.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS
Colisão entre carreta e pick-up mata motorista de 32 anos na BR-262
POLÍTICA
Congresso derruba veto de Bolsonaro e aumenta pena de crimes na internet
Rapaz diz que matou ex-padrasto após ser humilhado na frente da mãe
ROTEIRO PRÉVIO
CPI prevê quebras de sigilo, acareações e audiências auxiliares de Bolsonaro
MEIO AMBIENTE
Proprietário rural é multado em R$ 2 mil por desmatamento ilegal 
JUSTIÇA
Saiba onde ir em busca de um acordo como solução de seu conflito
JARDIM
Traficante abandona caminhonete com 1,7 tonelada de maconha
REGIÃO
Saúde de MS promete mais agilidade na entrega de resultados de exames
RIO VERDE
Preso homem que matou namorado da ex e atropelou bebê de 2 anos
DOURADOS
Prefeitura entrega remessa com 5 mil folhas de documentos da CPI Covid

Mais Lidas

ASSALTO
Mulher tem carro roubado ao parar no semáforo em Dourados
POLÍCIA
Irmãos morrem após serem atropelados por caminhonete em rodovia
DOURADOS
Interno morre após briga com companheiro de cela da PED
PED
Arma de fabricação caseira é encontra em cela de interno morto