Menu
Busca quarta, 21 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
BRASIL

Devedores já podem aderir ao novo Refis do governo federal

26 outubro 2017 - 18h20Por Portal Brasil

Contribuintes que possuem dívidas junto à Receita Federal e ainda não aderiram ao Programa Especial de Regularização Tributária (Pert), mais conhecido como novo Refis, terão novo prazo: entre as 8h desta quinta-feira (26) até a próxima terça-feira (31), interessados podem acessar o Centro Virtual de Atendimento da Receita Federal na Internet (e-CAC) e fazer a adesão.

Quem já aderiu ao Pert não precisa fazer novo requerimento à Receita Federal ou à Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN). Isso porque os débitos dessas pessoas físicas e jurídicas serão automaticamente migrados para o parcelamento nos termos da Lei nº 13.496, sancionada pelo presidente da República, Michel Temer, nesta quarta-feira (25). 

A Lei nº 13.496 trouxe novidades quanto ao parcelamento. Além dos débitos tributários e não tributários abrangidos pelo antigo Refis, também há a possibilidade de parcelar débitos provenientes de tributos retidos na fonte ou descontados de segurados; débitos lançados diante da constatação de prática de crime de sonegação, fraude ou conluio; e débitos devidos por incorporadora optante do Regime Especial Tributário do Patrimônio de Afetação..

Outra novidade é o pagamento com 24% de entrada, em 24 parcelas, “podendo o restante ser amortizado com créditos que porventura o contribuinte tenha junto à Receita”. Essa regra inclui débitos provenientes de Prejuízo Fiscal ou Base de Cálculo Negativa da CSLL. O percentual de dívidas inferiores a R$ 15 milhões a ser pago em 2017 também foi reduzido de 7,5% para 5%.

As multas também terão mais desconto, segundo a Receita. Após o pagamento da entrada, se o contribuinte pagar toda a dívida de uma só vez em janeiro de 2018, terá desconto de 90% sobre os juros e 70% sobre as multas. Caso ele faça o pagamento em 145 parcelas, os descontos serão de 80% sobre os juros e de 50% sobre as multas. Por fim, caso a dívida seja parcelada em 175 vezes, permanecem os descontos de 50% dos juros e de 25% das multas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LEGISLATIVO
Deputados devem votar três matérias na Ordem do Dia desta quarta-feira
ELEIÇÕES 2020
Justiça Eleitoral aprova todas as candidaturas e douradense tem sete opções para prefeito
ECONOMIA
Produção industrial de MS tem melhor resultado para setembro desde 2010
CEUCI
Operação investiga crime ambiental em área indígena de MS
DOURADOS
Carona de motociclista que morreu em acidente com carreta corre risco de ter perna amputada
URUGUAI
Ex-presidente uruguaio, Mujica renuncia ao Senado e deixa política
DOURADOS
Vítima de acidente na Marcelino Pires morre na mesa de cirurgia
INTERLIGAÇÃO
Estado licita obra de implantação do corredor rodoviário no Pantanal
CHAPADÃO DO SUL
Motorista fica preso às ferragens após capotar caminhão várias vezes
INFORME PUBLICITÁRIO
Hotel Lago Azul em Bonito prepara pacotes Ano Novo e Carnaval

Mais Lidas

DOURADOS
Acidente entre carreta e motocicleta mata mulher na BR-163
HOMICÍDIO EM 2013
Condenada pela morte do ex em Dourados é presa na Capital
DOURADOS
Motorista bêbado causa acidente em semáforo da Avenida Marcelino Pires
CONTRABANDO
Depósito de cigarros paraguaios é desarticulado após denúncia em Dourados