Menu
Busca terça, 14 de julho de 2020
(67) 99659-5905
STF

Delegados da PF questionam portaria que prevê atuação da PRF em ações federais conjuntas

11 janeiro 2020 - 07h30Por Assessoria/STF

A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) ajuizou no Supremo Tribunal Federal (STF) Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 6296) contra portaria do Ministério da Justiça e Segurança Pública que estabelece diretrizes para a participação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em operações conjuntas nas rodovias federais, nas estradas federais ou em áreas de interesse da União. A ação, com pedido de medida liminar para suspensão imediata da norma, foi distribuída ao ministro Marco Aurélio.

A Portaria 739/2019 prevê a atuação da PRF em operações de natureza ostensiva, investigativa, de inteligência ou mistas para fins de investigação de infrações penais ou de execução de mandados judiciais, em atuação conjunta com outros órgãos responsáveis pela segurança pública e pela defesa social do País. Segundo a associação, a cooperação entre as diversas instituições de segurança deve respeitar os limites de atuação de cada Polícia – e, conforme a Constituição Federal, compete à Polícia Federal e à Polícia Civil exercer, com exclusividade, as funções de polícia judiciária, entre as quais se inserem as atividades investigativas e persecutórias de ilícitos penais. À PRF, competiria unicamente efetuar o patrulhamento ostensivo de rodovias federais. “Ao ampliar as competências inerentes à PRF, a portaria afronta os princípios da eficiência e da supremacia do interesse público”, afirma a ADPF.

Ainda de acordo com a associação, a norma também cria cenário de insegurança jurídica ao prever, de maneira genérica, que as operações conjuntas poderão ocorrer em “áreas de interesse da União”, sem especificar quais seriam essas áreas. Estabelece, por exemplo, que a PRF poderá atuar em ferrovias, hidrovias, portos e aeroportos, áreas restritas às operações da Polícia Federal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
AGU pede ao STF que União defina aplicação de recursos da Lava Jato
MATO GROSSO DO SUL
Saúde divulga novo mapa hospitalar de leitos para coronavírus
BRASIL
Diabetes afeta rotina familiar de 80% dos pacientes, diz pesquisa
CAMPO GRANDE
Mulher é multada por atear fogo em resíduos no quintal
BRASIL
Indenização para profissional da saúde afetado por covid-19 é aprovada
MS
MPT solicita inspeção em frigoríficos para verificar medidas sanitárias diante de pandemia
CORUMBÁ
Suspeito de matar dona de restaurante é preso em motel
ECONOMIA
Dólar fecha em queda após atingir R$ 5,45
RESSOCIALIZAÇÃO
Estado lidera ranking de políticas positivas voltadas a presas
BRASIL
Venda de armas de fogo chega a quase 74 mil unidades no 1º semestre

Mais Lidas

DOURADOS
‘Deus no comando amem’: antes de crimes, atirador postou pregação religiosa
BARBÁRIE
Homem assassina ex, atira em crianças e se mata no altar de igreja em Dourados
DOURADOS
Atirador baleou criança de quatro anos na cabeça ao abrir fogo para matar ex-mulher
DOURADOS
Atirador chegou em igreja na hora da comunhão e entrou dizendo ter feito bobagem