Menu
Busca terça, 20 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
INTERPRETAÇÃO

Correção: Lei aumenta pena para motorista embriagado que cometer homicídio

22 dezembro 2017 - 17h35Por Agência Brasil

Foi publicada na quarta-feira (20) a lei que aumenta pena contra motorista que cometer homicídio ou causar lesão grave ou gravíssima ao dirigir alcoolizado ou sob o efeito de qualquer outra substância psicoativa. O condutor terá como pena a reclusão de dois a cinco anos, além de outras possíveis sanções. A nova regra entra em vigor em 120 dias.

Antes, a legislação previa que, por praticar lesão corporal culposa na direção de veículo automotor, a pena seria de detenção, de seis meses a dois anos e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir. No caso de ocorrer homicídio culposo, fixava o aumento de um terço da pena.

A diferença entre detenção e reclusão é um reforço punitivo contido no projeto sancionado pelo presidente Michel Temer. No caso da detenção, as medidas são, em geral, cumpridas no regime aberto ou semiaberto. Já a reclusão é a mais severa entre as penas privativas de liberdade, pois é destinada a crimes dolosos – quando há intenção de matar.

Para Márcia Cristina da Silva, advogada voluntária da Associação Preventiva de Acidentes e Assitência as Vítimas de Trânsito (Apatru), esse método da aplicação da lei é a mudança principal. “O método processual muda. Nesse sentido, a pessoa já sabe que, se beber e dirigir, tem o risco de ficar presa, respeitando, claro, o direito de ampla defesa”, detalha.

Reforçando esse entendimento, foi acrescentado ao Código de Trânsito Brasileiro um parágrafo que determina que "o juiz fixará a pena-base segundo as diretrizes previstas no art. 59 do Decreto-Lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal), dando especial atenção à culpabilidade do agente e às circunstâncias e consequências do crime".

Questionada sobre a real possibilidade da nova norma gerar mudanças no comportamento, a advogada afirma que, “como entidade prevencionista, nossa opinião é sempre que as ações que geram mais frutos são as de educação, inclusive na escola e por meio de programas de educação”. Todavia, pondera que, para casos recorrentes de pessoas que dirigem sob efeito de psicoativos, é importante uma medida mais rígida, pois ela “pode gerar uma reflexão nos motoristas que não enxergam com tanta seriedade o ato de dirigir e acabam bebendo”, acredita.

Vetos

A lei teve origem no projeto 5568/13, de autoria da deputada Keiko Ota (PSB-SP), passou pelo Senado e, depois, novamente pela Câmara. Hoje, ao sancionar a proposta, o presidente Michel Temer vetou artigo que previa a substituição da pena de prisão por pena restritiva de direitos nos crimes de lesão corporal culposa e lesão corporal de natureza grave decorrente de participação em rachas, quando a duração da pena fosse de até quatro anos.

O Palácio do Planalto informou que o veto objetivou dar segurança jurídica ao projeto. Isto porque “o dispositivo apresenta incongruência jurídica, sendo parcialmente inaplicável, uma vez que, dos três casos elencados, dois deles preveem penas mínimas de reclusão de cinco anos, não se enquadrando assim no mecanismo de substituição regulado pelo Código Penal”, conforme texto divulgado.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Diretor da Inova Unigran concorre ao prêmio Startup Awards 2K20 e está entre os dez maiores mentores e heróis do Brasil
REGIÃO
Dupla é presa ao transportar droga em “mocó” de caminhonete
ELEIÇÕES 2020
Justiça eleitoral defere o sexto registro de candidato à prefeitura de Dourados
POLÍTICA
Não investir no Brasil será um grande erro, afirma ministro
REGIÃO
Com suspeita de contágio de Covid-19 em massa, frigorífico deverá fazer testagem em funcionários
REGIÃO
Gados furtados são recuperados pela polícia e mulher é presa por receptação
DOURADOS
Motorista bêbado causa acidente em semáforo da Avenida Marcelino Pires
INOVAÇÃO
Detran-MS vai disponibilizar equipamentos de auto-atendimento em Dourados
ECONOMIA
Brasil e banco americano assinam acordo de US$ 1 bi em investimentos
SENADO
Senador Chico Rodrigues retifica pedido de licença de 90 para 121 dias

Mais Lidas

IDENTIFICADO
Vítima encontrada sem vida em bairro de Dourados tinha 17 anos
ACIDENTE
Criança de 3 anos se afoga em piscina de clube e socorristas tentam reanimação
DOURADOS
Homem é encontrado morto em frente residência no Parque das Nações I
ACIDENTE
Identificadas vítimas de capotamento na BR-267