Menu
Busca segunda, 17 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Copa 2006: Sonho do hexa custará caro ao torcedor brasileiro

09 setembro 2004 - 21h50

Maior evento esportivo do planeta, a Copa do Mundo está prestes a se tornar o entretenimento mais caro do planeta. O torcedor que planeja acompanhar "in loco" o torneio que será disputado na Alemanha, em 2006, deve estar preparado para gastar. E muito.Nada será barato no país tricampeão de futebol. Torcedor pagará caro para ver Ronaldo e outras estrelas na Copa do Mundo O amistoso entre brasileiros e alemães (1 a 1), ontem, em Berlim, provou isso.Em média, o fanático que comprou ingresso, foi de carro ao estádio, comeu um sanduíche e levou uma recordação, ou seja,  gastou cerca de 85 euros (aproximadamente R$ 300). Durante o Mundial, os preços serão ainda mais salgados. O comitê organizador do evento, em entrevista realizada na segunda-feira, na sede da embaixada brasileira, divulgou os valores dos bilhetes.Para a partida de abertura, marcada para o dia 9 de junho, as entradas custarão entre 65 a 300 euros (são quatro categorias). Os ingressos ficarão mais caros durante a competição. Para sentar no melhor local do estádio, o torcedor pagará 120 euros nas oitavas-de-final. 180 nas quartas, 400 nas semifinais e 600 na grande decisão. "Por ser um esporte popular, estabelecemos preços razoáveis para 2006. Na abertura dos Jogos Olímpicos (de Atenas), por exemplo, o ingresso custou 800 euros", rebateu o vice-presidente do comitê, Wolfgang Niersbach. Além disso, o dirigente agrega comodidade ao valor. "Todos os nossos assentos serão cobertos e numerados. O torcedor estará à vontade nos 12 estádios que abrigarão as 64 partidas." No entanto, as despesas não se limitarão aos guichês. Cachorro-quente, conhecido na Alemanha como "rostbrakwurst", custa 3 euros (R$ 10,50). Olympia Stadium no amistoso entre Brasil e Alemanha; local abrigará final da Copa O torcedor que não gosta de salsicha poderá optar pelo "borilette", carne de porco grelhada, acompanhada com pão e condimentos, por 2 euros (R$ 7). A cerveja, liberada nos estádios, repete o preço do sanduíche. O refrigerante é mais barato. Apenas 1 euro (R$ 3,52). Para os colecionadores, outra má notícia. O artefato mais em conta é a buzina, vendida a 5 euros (R$ 17,6). Os cachecóis variam quanto ao tamanho. À disposição, o pequeno e o grande (5 e 10 euros - R$ 35,2). Tem também o boné (15 euros - R$ 52,8) e a flâmula (13 euros - R$ 45,76). A bandeira, sem o mastro, pode ser conseguida por 10 euros. O preço das camisas é o mesmo das lojas. A oficial da Alemanha, usada contra os brasileiros, custa 65 euros (R$ 228,8). A imitação do uniforme de 1974, feito em algodão, é vendida a 15 euros. Felizmente para os espectadores da Copa, o transporte público funciona muito bem no país - o que evita o gasto com o estacionamento. Linhas de ônibus, metrô e trem são integradas e, com apenas 6 euros (R$ 21,12), o turista pode circular livremente com um único bilhete. Ainda em relação aos estádios, Niersbach não mentiu quando se referiu ao conforto. Além de o torcedor ficar protegido do mau tempo, os acentos são acolchoados, os banheiros são limpos e funcionários bem treinados orientam filas e entradas. A lamentar, pelo menos em Berlim, a ausência de telefones públicos e as estreitas saídas. "O brasileiro que vier para cá não pode pensar em economizar", avisa Isabella Reinhordt, 27, que mora na Alemanha há três anos (Stuttgart) e esteve no Olympia Stadium. "Tudo é muito caro, mas ver o Brasil conquistar o hexacampeonato não terá preço", continuou a animada torcedora, que emendou: "Auf Wiedersehen! (até logo)".

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dourados aplicou 65,9 mil doses de vacinas contra Covid-19
IMUNIZAÇÃO
Dourados aplicou 65,9 mil doses de vacinas contra Covid-19
MS vai receber mais de 85 mil doses de coronavac para 'zerar' fila da Dose 2
PANDEMIA
MS vai receber mais de 85 mil doses de coronavac para 'zerar' fila da Dose 2
Mulher tem moto furtada na Avenida Marcelino Pires
DOURADOS
Mulher tem moto furtada na Avenida Marcelino Pires
Usina de etanol de milho terá que pagar R$ 4 milhões de compensação ambiental
DOURADOS
Usina de etanol de milho terá que pagar R$ 4 milhões de compensação ambiental
Agepen define parâmetros para prisão das pessoas LGBT+
MS
Agepen define parâmetros para prisão das pessoas LGBT+
Capataz é preso com animal silvestre ilegal e cinco armas de caça
DOURADOS
Comparsas fogem e homem é preso após furtar fios em cooperativa
BELEZA
Brasileira Julia Gama fica em 2º lugar no concurso Miss Universo
FÊNIX
PF deflagra operação e cumpre 40 mandados em duas cidades de MS
INFORME PUBLICITÁRIO
Hotel Pousada do Bosque: referência em lazer e sofisticação na região

Mais Lidas

CAMPO GRANDE
Após discussão, jovem bate veículo em poste e namorada que estava no capô morre
POLÍCIA
'Apaixonado', rapaz furta objetos na PED para ser preso e reencontrar marido
FEMINICÍDIO
Mulher baleada na cabeça pelo ex-marido morre no hospital
REGIÃO
Mulher mata o marido a facadas após discussão em MS