Menu
Busca quinta, 02 de abril de 2020
(67) 9860-3221
ECONOMIA

Comprovantes para Imposto de Renda devem ser enviados até sexta-feira

26 fevereiro 2020 - 07h30Por Agência Brasil

As empresas e as instituições financeiras têm até a próxima sexta-feira, dia 28 de fevereiro, para enviar aos contribuintes os comprovantes de rendimentos referentes ao ano passado. Os informes são usados para o preenchimento da declaração do Imposto de Renda (IR) Pessoa Física 2020, cujo prazo de entrega começa na segunda-feira, dia 02 de março.

Os dados não precisam ser enviados pelos Correios. Os comprovantes podem ser mandados por e-mail, serem baixados na internet ou divulgados em aplicativos para dispositivos móveis. Os documentos de rendimento servem para a Receita Federal cruzar informações e verificar se o contribuinte preencheu dados errados ou sonegou imposto.

Os documentos fornecidos pelos empregadores devem conter os valores recebidos pelos contribuintes no ano anterior, assim como detalhar os valores descontados para a Previdência Social e o Imposto de Renda recolhido na fonte. Contribuições para a Previdência Complementar da empresa e aportes para o plano de saúde coletivo devem ser informados, caso existam.

Comprovantes do Imposto de Renda na internet

Os aposentados e os pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) podem pegar os comprovantes na internet. O documento está disponível na página Meu INSS ou no aplicativo de mesmo nome disponível para os sistemas Android e iOS. O segurado deve digitar a mesma senha para consultar os demais extratos. Caso não tenha senha, basta seguir os passos informados pelo site.

Planos de saúde individuais e fundos de pensão também são obrigados a fornecer os comprovantes, cujos dados serão usados para o contribuinte deduzir os valores cobrados no Imposto de Renda. Os bancos e corretoras devem informar os valores de todas as contas correntes e de todos os investimentos. Caso o contribuinte tenha conta em mais de uma instituição, deve obter os comprovantes de todas elas.

Atraso e erros

Caso o contribuinte não receba os informes no prazo, deve procurar o setor de recursos humanos da empresa ou o gerente da instituição financeira. Se o atraso persistir, a Receita Federal pode ser acionada. Em caso de erros ou de divergência de dados, é necessário pedir um novo documento corrigido.

Se não receber os dados certos antes de 30 de abril, dia final de entrega da declaração, o contribuinte não deve perder o prazo e ser multado. É possível enviar uma versão preliminar da declaração e depois fazer uma declaração retificadora.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÁFICO DE DROGAS
“Negão da Borracharia” é preso com 13 kg de maconha na Capital
AVANÇO DA PANDEMIA
Ministério confirma 58 novas mortes por coronavírus, e total chega a 299
DOURADOS
Exame de jovem que morreu no HU testa negativo para coronavírus
OPERAÇÃO
Polícia identifica criminoso que pretendia praticar roubo milionário em MS
ECONOMIA
Dólar sobe pouco, mas tem novo recorde de fechamento
MATO GROSSO DO SUL
Paulista é flagrado com pescado, barco, motor e petrechos
FRONTEIRA
Ação conjunta fecha 48 comércios e prende uma pessoa em Ponta Porã
SAÚDE
Governo de MS diz ter três desafios diante da pandemia do coronavírus
BRASIL
Laboratórios agropecuários poderão atuar no diagnóstico de covid-19
CORONAVÍRUS
MPF impede deliberação da Anvisa sobre agrotóxico durante a pandemia da covid-19

Mais Lidas

REGIÃO
Ex-assessor de Mandetta é encontrado morto em apartamento na Capital
COVID-19
Primeiro óbito por coronavírus do Estado é registrado em Dourados
NOVA ANDRADINA
Hospital confirma três profissionais com coronavírus em unidade que atendeu idosa
BOLETIM DA SES
Dourados registra mais um caso de coronavírus e MS tem 51 confirmações