Menu
Busca terça, 01 de dezembro de 2020
(67) 99659-5905
POLÍTICA

Comissão do Senado aprova indicação de Kassio Marques para vaga no STF

21 outubro 2020 - 18h35Por G 1

A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado aprovou nesta quarta-feira, dia 21 de outubro, por 22 votos a 5, a indicação do desembargador Kassio Nunes Marques para a vaga de ministro do STF (Supremo Tribunal Federal).

Com a aprovação, cabe ao plenário do Senado votar a indicação – o que deve acontecer ainda nesta quarta. Marques foi indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para assumir a vaga aberta depois da aposentadoria do ministro Celso de Mello.

Durante esta quarta, o indicado foi submetido a uma sabatina pela CCJ. A sessão começou pouco depois das 8h e se estendeu por quase dez horas.

Durante a sabatina, Marques disse que:

a discussão sobre prisão em 2ª instância cabe ao Congresso;

o combate à corrupção é 'essencial' para a democracia;

é um "defensor ao direito à vida" ao ser questionado sobre aborto;

a liberdade de expressão não permite que atos ilícios possam ser cometidos;

o garantismo não é 'sinônimo de leniência no combate à corrupção'.

'Centrão'

A escolha do desembargador contou com apoio de políticos de partidos do bloco partidário conhecido na Câmara por "Centrão".

Um dos políticos que apoiou a indicação foi Ciro Nogueira (PP-PI), senador eleito pelo Piauí, estado natal do desembargador.

Marques também teve o aval dos ministros do STF Dias Toffoli e Gilmar Mendes, que costumam ser alvo de críticas de apoiadores de Bolsonaro.

Alguns pontos da sabatina

O desembargador foi sabatinado por quase dez horas na CCJ do Senado. Na exposição inicial, Marques citou a Bíblia e se defendeu das acusações de plágio em uma dissertação de mestrado.

Ao ser questionado sobre aborto, ele também disse ser “defensor do direito à vida”, sinalizando posição contrária à prática.

Kassio Marques disse ainda que não tem por hábito julgar recursos sozinho.

“Sempre prestigio o colegiado e tal postura está inscrita nos meus quase dez anos de Tribunal Regional Federal”, afirmou.

Quem é Kassio Marques

Kassio Nunes Marques tem 48 anos e, desde 2011, atua no Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), com sede em Brasília. Foi escolhido para o tribunal pela então presidente Dilma Rousseff e ingressou na Corte na cota de vagas para profissionais oriundos da advocacia.

Natural de Teresina (PI), Kassio Marques foi advogado por 15 anos, fez parte da Comissão Nacional de Direito Eleitoral e Reforma Política da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Piauí e também foi juiz do Tribunal Regional Eleitoral do estado.

Marques foi a primeira indicação de Bolsonaro para o STF. O nome do desembargador não constava em listas de possíveis indicados e foi alvo de críticas entre apoiadores do presidente.

Bolsonaro optou por não indicar neste momento um ministro "terrivelmente evangélico", como havia prometido. Diante de críticas, ele tem repetido que o desembargador é um jurista conservador.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Aprovado projeto do deputado Marçal Filho que identifica autistas no RG
ALEMS
Aprovado projeto do deputado Marçal Filho que identifica autistas no RG
DIREITOS
Comafro convoca movimentos para definir nova composição nesta quarta-feira
Habilitações vencidas em 2020 terão um ano a mais de validade
TRÂNSITO
Habilitações vencidas em 2020 terão um ano a mais de validade
FÓRMULA 1
Com covid-19, Lewis Hamilton está fora do GP de Sakhir
Câmara de Dourados aprova pagamento de plantões para agentes comunitários de saúde
DOURADOS
Câmara de Dourados aprova pagamento de plantões para agentes comunitários de saúde
PANDEMIA 
MS tem mais de 8 mil casos sem encerramento em plataforma
ECONOMIA
Governo paga 13° salário nesta terça após servidores escolherem a data
BRASIL
Anvisa inicia inspeção de fabricação de vacinas na China
FUTEBOL
Santos e Athletico-PR entram em campo por vaga nas quartas da Libertadores
ELEIÇÕES 2020
Justiça eleitoral proclama eleitos e suplentes para diplomação em Dourados

Mais Lidas

PODER PÚBLICO
Gaeco volta às ruas de Dourados com nova operação
POLICIAL
Criminoso imita abordagem de polícia para cometer roubo em Dourados
BR-376
Acidente entre Dourados e Fátima do Sul deixa um morto e dois feridos
PANDEMIA
Covid volta a matar e Dourados acumula 120 vítimas da doença