Menu
Busca quarta, 08 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Com suspeitas não confirmadas, buscas por ‘Maníaco da Cruz’ seguem no Brasil e Paraguai

05 março 2013 - 11h05

Adriano Moretto

As buscas por Dhionatan Celestrino, 20, que ficou conhecido como o ‘Maníaco da Cruz’ após assassinar três pessoas em 2008 no município de Rio Brilhante continuam no lado brasileiro e paraguaio. Ele fugiu da Unei (Unidade Educacional de Internação) Mitaí, em Ponta Porã na madrugada de domingo (3).

Na tarde de ontem (4), várias denúncias chegaram até os organismos de segurança na fronteira, com suspeitas da presença do jovem. Porém, todas foram checadas, inclusive pela Polícia Nacional Paraguaia e não se confirmaram.

De acordo com o comando da Polícia Militar em Ponta Porã, a procura continua não apenas na região de fronteira, mas também em outras cidades do Estado, com intensidade em Rio Brilhante – onde cometeu os crimes – e Dourados, onde a mãe reside atualmente.

O Caso

O jovem foi preso em 2008, após assassinar três pessoas e assustar a cidade de Rio Brilhante, distante 55 quilômetros de Dourados. Na época, ele escolhia e classificava as vítimas de acordo com o próprio julgamento.

O primeiro crime aconteceu em 2 de julho daquele ano, quando matou o pedreiro Catalino Gardena, que era alcoólatra e o deixou jogado em uma construção, escrevendo em seu peito INRI, que traduzido do latim para o português significa Jesus de Nazareno Rei dos Judeus.

A segunda vítima do então adolescente foi a homossexual Letícia Neves de Oliveira. Em 24 de agosto ela foi encontrada morta em um túmulo do cemitério do município. O que chamou a atenção é que ela foi deixada em ‘formato de cruz’.

O terceiro homicídio foi contra uma adolescente de 13 anos, onde após executar o crime, Dhionatan deixou um bilhete próximo ao seu corpo com vários desenhos em formato de cruz e letras soltas que formavam a palavra 'inferno'.

Ele foi apreendido no dia 9 de outubro de 2008 em sua residência. Os policiais encontraram no quarto do criminoso, fotos e recortes de jornais com os seus crimes e também uma veneração em relação à Francisco de Assis Pereira, conhecido como 'Maníaco do Parque', que aterrorizou mulheres frequentadoras de um parque da cidade de São Paulo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SUSTO
Trabalhador fica apenas com a cabeça para fora de fossa após deslisamento
DOURADOS
Universidade recebe mais 5 mil litros de etanol para produção de álcool 70%
COVID
Brasil registra 800 mortes pelo novo coronavírus
EPIDEMIA
Com mais uma vítima, MS registra 22 mortes por dengue neste ano
BRASIL
Regularização de CPF pode ser feita pelo site da Receita Federal
DECRETOS
População atende apelo e Glória de Dourados fica sem casos suspeitos de coronavírus
IVINHEMA
Com filhos no carro, mulheres são flagradas com mais de 20kg de maconha
GRANDE DOURADOS
Médico faz projeção e expõe capacidade da saúde para atender situação de emergência
REGIÃO
Polícia flagra droga sendo transportada em ambulância para Capital
DOURADOS
Defeitos em construção de imóvel gera indenização por dano moral

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher tenta desviar de buraco, é atropelada por carreta e morre
FLEXIBILIZAÇÃO
Com restrições, comércio volta a funcionar amanhã em Dourados
FLEXIBILIZAÇÃO
Confira o que muda em Dourados com novo decreto do comércio
DOURADOS
Vítimas foram atingidas com 12 disparos de pistola no Jardim Carisma