Menu
Busca quinta, 02 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Com R$ 25 por mês, já é possível fazer previdência

06 fevereiro 2013 - 15h15



Parece que foi ontem. Ele era um pequeno ser que se aconchegava perfeitamente nos braços maternos. Mas o tempo é implacável. Em um piscar de olhos, está crescido. Em outro, já é adulto. Se quando pequeno as despesas são grandes, imagina quando chegar à maioridade. Com seus 18 anos, vai querer um carro, entrar na faculdade, fazer intercâmbio, muitos pedidos para os pais darem conta de uma vez só. Para que essas preocupações não sejam tão latentes lá no futuro, o melhor é começar a investir nisso desde agora, e os planos de previdência privada infantil podem ser uma boa alternativa.

Os investimentos para menores de idade funcionam de forma muito parecida com os destinados a adultos. A maior diferença é que o responsável por gerir a conta não é o beneficiado, mas um responsável, em geral, um dos pais. Só após atingir a maioridade o jovem poderá decidir como vai administrar a própria renda.

Segundo o presidente eleito da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi), Osvaldo Nascimento, a previdência privada é a melhor alternativa para investir a longo prazo, pois rende mais que a poupança, é estável e ainda permite postergar o pagamento ou, até mesmo, deduzir parte da tributação. Além disso, o gestor pode sacar o dinheiro, fazer modificações no plano ou trocar de empresa durante a vigoração do contrato.

De acordo com o economista e presidente do conselho da Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), Roberto Vertamatti, o mais indicado é que os pais optem por fazer aplicações mensais, mas também é possível injetar quantias de forma mais espaçada.

Os planos de previdência são divididos em dois tipos principais: o Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) e o Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL). O primeiro modelo é destinado àqueles que fazem a declaração completa de Imposto de Renda, pois é possível deduzir até 12% da renda bruta anual em previdência complementar. Nesse caso, todo o valor resgatado sofrerá tributação. Já o outro é indicado para quem faz declaração simplificada. Nesse modelo, não é possível fazer dedução fiscal, mas a tributação é cobrada apenas na hora do resgate e incide somente sobre os rendimentos.

Na hora de contratar o plano, os pais também deverão escolher se desejam aplicar em renda fixa, variável ou mista. No primeiro tipo, o rendimento já é pré-definido, o que caracteriza um risco teoricamente menor. Já no variável, o investimento é feito em ações, o que, portanto, não prevê nenhuma garantia de rentabilidade. A renda variável é um misto dos dois. Segundo o economista, essa é, aliás, a melhor alternativa de investimento, pois dispõe de ambos os benefícios. Enquanto a aplicação em bolsa a longo prazo tem um risco baixo e possibilita um rendimento maior, a renda fixa é mais estável e tem um lucro futuro garantido.

Não é preciso investir uma fortuna para contratar um plano
O investimento necessário para abrir um plano de previdência privada infantil vai depender de qual instituição e características serão escolhidas. Na BrasilPrev, que é ligada ao Banco do Brasil, por exemplo, é possível fazer investimentos a partir de R$ 25 mensais, no caso de um plano VGBL. De acordo com o simulador disponibilizado pela instituição, após 21 anos de pagamento, esse valor vai equivaler a cerca de R$ 13,4 mil. Já para os pais que podem investir mais, uma contribuição mensal de R$ 200 vai resultar em um fundo de mais de R$ 108 mil, durante o mesmo período do exemplo anterior.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Rapaz é espancado por trio após ser acusado de ‘ficar’ com adolescente
JUDICIÁRIO
STF dá 48 horas para Bolsonaro listar ações tomadas contra a Covid-19
CAMPO GRANDE
Polícia resgata duas pessoas que ficaram presas em carro sob forte sol
SOLIDARIEDADE
Campanha Online da UEMS irá ajudar alunos durante a Covid-19
COXIM
Socorrida por bombeiros, mulher arromba armário e furta morfina de hospital
MEIO AMBIENTE
Ambiental captura jiboia com mais de dois metros em residência de Coxim
RECURSOS
MPT destinou R$ 124 milhões para prevenção e combate à Covid-19
BENEFÍCIO
UFGD mantém assistência a estudantes durante suspensão do calendário
CORONAVÍRUS
Câmara aprova projeto de lei que libera remédios sem aval da Anvisa
DOURADINA
Polícia apreende meia tonelada de agrotóxicos na região da Grande Dourados

Mais Lidas

REGIÃO
Ex-assessor de Mandetta é encontrado morto em apartamento na Capital
COVID-19
Primeiro óbito por coronavírus do Estado é registrado em Dourados
NOVA ANDRADINA
Hospital confirma três profissionais com coronavírus em unidade que atendeu idosa
BOLETIM DA SES
Dourados registra mais um caso de coronavírus e MS tem 51 confirmações