Menu
Busca segunda, 18 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
BRASIL

Com crise e tarifa alta, consumo de energia no país caiu 1,8% em 2015

05 janeiro 2016 - 20h20

O consumo de energia no país, medido pela carga de energia gerada no sistema, caiu 1,8% em 2015, segundo relatório do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), com a crise econômica e alta das tarifas provocando alterações nos hábitos de consumo e na produção industrial.

De acordo com o Boletim de Carga, divulgado nesta terça-feira (5) pelo ONS, nas regiões Sudeste/Centro-Oeste e Sul, que concentram maior atividade econômica, a queda foi de 3,2%. Já no Nordeste e Norte, o total de carga gerada cresceu, respectivamente, 3,2% e 1,7%.

Em dezembro, porém, os valores de carga de energia no Sistema Interligado Nacional (SIN) ficaram em 65.306 megawatts médios, o que corresponde a um recuo de apenas 0,5% frente ao mesmo mês de 2014. Já na comparação com novembro, houve alta de 0,6%.

"Apesar do baixo desempenho da atividade econômica, diante da demanda interna fraca causada principalmente pelo alto endividamento das famílias, taxa de juros e de desemprego elevadas, o comportamento da carga do SIN, apresentou, em dezembro/15, um ligeiro avanço comparativamente aos meses anteriores, provocado pelo movimento de normalização dos estoques da indústria e uma tímida melhora das expectativas", destaca o relatório.

Segundo o ONS, as altas temperaturas registradas em dezembro, superiores às ocorridas no mesmo período do ano passado, também contribuíram para o resultado.

A queda de 1,8% na carga de energia no sistema em 2015 veio dentro da última projeção do ONS.

Bandeira vermelha

O país entrou em 2016 com a manutenção da bandeira tarifária em vermelho para o mês de janeiro. Na prática, os consumidores vão continuar pagando mais caro pela energia consumida, já que a bandeira vermelha mostra que o custo para gerar energia no país está elevado, resultando em cobrança extra.

O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, tem afirmado que o governo continua trabalhando com a previsão de que a bandeira vermelha na conta de luz poderá ser reduzida para verde a partir de maio, quando termina o período chuvoso. Mas que isso irá depender, sobretudo, do regime de chuvas na Região Norte.
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) colocou em audiência pública uma proposta de mudanças nas regras e valores das bandeiras tarifárias, sugerindo que a bandeira vermelha passe a ter dois patamares.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UNIVERSIDADE
Laboratório de universidade federal analisa mais de 4 mil testes de Covid-19 em 2020
LEGISLATIVO
Deputados entregam a candidatos à Presidência da Câmara carta com prioridades para a educação
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Projeto prevê punição para o repasse indevido de salário de funcionários de agentes políticos
BRASIL
Anac divulga aéreas que podem transportar cilindros de oxigênio
OPINIÃO
Como as alterações nos benefícios previdenciários podem te impactar
PANDEMIA
Mato Grosso do Sul realiza primeira vacinação contra o coronavírus
SISTEMA DE SAÚDE
Governo foi informado dia 8 sobre escassez de oxigênio em Manaus
TRAGÉDIA
Criança de seis anos morre em acidente entre Bonito e Bodoquena
CLÁSSICO
Palmeiras goleia Corinthians e segue sonhando com título brasileiro
REGIÃO
Bombeiros são acionados para buscas após populares verem corpo boiando em rio

Mais Lidas

DOURADOS
Morto por descarga elétrica pode ter tentado consertar portão
ACIDENTE
Homem morre após sofrer descarga elétrica em Dourados
DOURADOS 
Jovem cai de moto e pede ajuda após levar facada
DOURADOS
Comitê alerta para crescente da Covid e prefeito expede decreto com novas regras