Menu
Busca terça, 14 de julho de 2020
(67) 99659-5905
BRASIL

Chuvas em Minas Gerais já fizeram 7 mortos

25 janeiro 2020 - 15h00Por Agência Brasil

Os fortes temporais que atingem o estado de Minas Gerais já fizeram sete mortes. Dezesseis pessoas estão desaparecidas e onúmero ainda pode aumentar. No total, 3.375 foram atingidas pelas chuvas, que castigam 36 municípios, especialmente na Região Metropolitana de Belo Horizonte e no leste do estado.

De acordo com a Defesa Civil estadual, até hoje (25) foram contabilizados 2.554 desalojados e 751 desabrigados. As ocorrências de maior risco são aquelas classificadas pelas autoridades como “risco geológico”, com possibilidade de deslizamentos e soterramentos. Parte das mortes se deu dessa maneira ontem (24), na cidade de Ibirité.

De acordo com o órgão, há risco grande de deslizamento em nove cidades da Região Metropolitana de Belo Horizonte: Sabará, Rio Acima, Brumadinho, Contagem, Nova Lima, Betim, Ribeirão das Neves e Ibirité, além da própria capital. Em Belo Horizonte, somente ontem foram registradas 72 ocorrências deste tipo.

O Corpo de Bombeiros afirmou, em entrevista coletiva, na manhã de hoje, que enfrenta dificuldades para atender parte das ocorrências em razão desse tipo de risco. Dois integrantes da corporação chegaram a ficar soterrados, mas foram resgatados, encaminhados ao hospital e para suas casas, sem ferimentos mais graves.

O comandante da instituição no estado, coronel Estevão, ressaltou que os moradores retirados de áreas de risco devem evitar esses locais. “Pedimos atenção especial. As pessoas não devem retornar para os locais demarcados como área de risco pela Defesa Civil e pelos Bombeiros. Em situação de risco geológico é preciso cuidado de toda a população”, assinalou.

Há também possibilidade de alagamento e inundação em pontos de cinco cidades: Belo Horizonte, Nova Lima, Ribeirão das Neves, Santa Luzia e Raposos. Em Belo Horizonte, a Defesa Civil recebeu 54 chamados relacionados a esse tipo de situação.

A prefeitura da capital suspendeu as atividades em escolas municipais em razão das chuvas. A administração também orientou outras unidades educacionais a agir da mesma forma. O início das aulas, previsto para 5 de fevereiro, foi suspenso até nova decisão da administração municipal.

Em Contagem, houve pontos de deslizamento de terras e desabamento de casas. Três pessoas ficaram feridas e foram encaminhadas ao hospital municipal da cidade. Em razão dos riscos, 29 residências foram desocupadas. No total, 240 pessoas estão desabrigadas ou desalojadas. Três abrigos foram montados para acolher famílias nessa situação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
Mais três municípios solicitam à Assembleia reconhecimento de estado de calamidade
BRASIL
AGU pede ao STF que União defina aplicação de recursos da Lava Jato
MATO GROSSO DO SUL
Saúde divulga novo mapa hospitalar de leitos para coronavírus
BRASIL
Diabetes afeta rotina familiar de 80% dos pacientes, diz pesquisa
CAMPO GRANDE
Mulher é multada por atear fogo em resíduos no quintal
BRASIL
Indenização para profissional da saúde afetado por covid-19 é aprovada
MS
MPT solicita inspeção em frigoríficos para verificar medidas sanitárias diante de pandemia
CORUMBÁ
Suspeito de matar dona de restaurante é preso em motel
ECONOMIA
Dólar fecha em queda após atingir R$ 5,45
RESSOCIALIZAÇÃO
Estado lidera ranking de políticas positivas voltadas a presas

Mais Lidas

DOURADOS
‘Deus no comando amem’: antes de crimes, atirador postou pregação religiosa
BARBÁRIE
Homem assassina ex, atira em crianças e se mata no altar de igreja em Dourados
DOURADOS
Atirador baleou criança de quatro anos na cabeça ao abrir fogo para matar ex-mulher
DOURADOS
Atirador chegou em igreja na hora da comunhão e entrou dizendo ter feito bobagem