terça, 24 de maio de 2022
São Paulo
23°max
11°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
BOLETIM PÓS APAGÃO

Casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave crescem 135% no Brasil

15 janeiro 2022 - 16h00Por G 1

O Boletim Infogripe da Fiocruz, divulgado neste sábado, dia 15 de janeiro, aponta um aumento de 135% no número de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no Brasil. O número de casos passou de 5,6 mil para 13 mil, entre as últimas três semanas de novembro e as três últimas semanas.

Este é o primeiro boletim divulgado após mais de um mês em função do "apagão" no sistema do Ministério da Saúde, que inviabilizou o acesso aos dados sobre a pandemia de Covid-19 no Brasil.

"A velocidade com que a Covid-19 se espalha entre a população cresceu, semanalmente, de 4% para 30%", afirmou o pesquisador Marcelo Gomes, responsável pelo InfoGripe.

O boletim mostra, ainda, crescimento em todas as faixas etárias a partir de 10 anos, desde o final de novembro e início de dezembro até agora. Os dados laboratoriais apontam que esse aumento foi consequência tanto da epidemia de gripe quanto pela retomada do crescimento de casos de Covid, com o avanço da ômicron.

Aumento em 25 das 27 unidades da federação

A publicação aponta que 25 das 27 unidades federativas apresentam sinal de crescimento na tendência de longo prazo até a SE 1 (período de 2 a 8 de janeiro de 2022).

O estado do Rio de Janeiro, embora mostre estabilidade na tendência de longo prazo, tem indícios de crescimento de curto prazo. Apenas Roraima mostra sinal de estabilidade nas tendências de longo e curto prazo.

Com exceção de Roraima e do Rio de Janeiro, todos os estados têm sinal de crescimento de casos de Síndrome Respiratória Aguda (SRAG) na tendência de longo prazo, sendo que todos esses estão com o indicador em nível forte (probabilidade > 95%):

Praticamente todos os estados apresentaram sinal de crescimento entre 26 de dezembro e 1º de janeiro e de 2 a 8 de janeiro. , deixando claro que tal contexto é anterior às celebrações de final de ano, reforçando a importância dos alertas quanto aos cuidados necessários à época. A manutenção da divulgação dos dados durante este período, certamente teria dado melhores condições para a população tomar decisões adequadas ao momento epidemiológico", ressalta Gomes, coordenador do InfoGripe.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TEMPO

Terça-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove

Grávida morta com tiro na cabeça morreu ao tentar proteger um irmão
CAARAPÓ

Grávida morta com tiro na cabeça morreu ao tentar proteger um irmão

Lira tira deputado crítico de Bolsonaro, da vice-presidência da Câmara
CONGRESSO

Lira tira deputado crítico de Bolsonaro, da vice-presidência da Câmara

IVINHEMA

Mensagem sobre massacre viraliza entre alunos e causa pânico em escola

BRASIL

Governo anuncia corte no imposto de importação de arroz, feijão e carne

Após acidente, motociclista quase teve cabeça esmagada por ônibus

FUTEBOL

Procuradoria do STJD denuncia Cruzeiro e Grêmio por cantos homofóbicos

FRONTEIRA

Corpo encontrado no Paraguai é de jovem de Coronel Sapucaia

UEMS

Dourados sedia Congresso Nacional Estudos Linguísticos e Literários 

RIO BRILHANTE 

Homem que matou um e feriu outro é condenado a 25 anos de prisão

Mais Lidas

DOURADOS/ITAPORÃ

Ciclista morre atropelado na MS-156 e motorista foge

MS

Jovens escapam de sequestro após bandido acidentar carro

DOURADOS

Vítima de atropelamento na MS-156 tinha 21 anos e morava na Reserva Indígena  

REGIÃO

Mulher grávida morre após ser baleada em Caarapó