Menu
Busca quinta, 02 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Carteiros vão atualizar entrega de encomenda em tempo real com uso de smartphones

02 fevereiro 2013 - 08h30

Até o fim do ano, cerca de 50 mil carteiros do país irão utilizar aparelhos de telefone celular com acesso à internet (smartphones) para atualizar em tempo real o status de entrega de correspondências rastreadas. A partir de maio, profissionais de 14 estados já vão receber os equipamentos para a atualização de entregas de encomendas feitas pelo Sedex 10.

Com o novo sistema, os carteiros vão poder atualizar o sistema de rastreamento pelo telefone celular, tanto na hora em que recebem a encomenda no centro de tratamento como no momento da entrega. Atualmente, essa atualização só é feita ao final do dia, quando o carteiro retorna para a central de entrega. A mudança também deverá gerar economia de papel, já que a lista de entregas do dia será disponibilizada para os carteiros no próprio smartphone.

A previsão dos Correios é investir R$ 3 milhões até o fim do ano com implantação de sistemas, compra de softwares e tecnologia da informação. O valor também inclui o treinamento dos carteiros para se adequarem à nova tecnologia, que já foi testada em cidades do interior de São Paulo. De acordo com a empresa, o novo recurso vai garantir que os clientes saibam em tempo real o status de sua encomenda e vai aumentar a qualidade e a segurança das informações sobre as entregas.

Os serviços de telefonia celular (voz e dados) e aparelhos de smartphones em sistema de comodato serão contratados por meio de pregão eletrônico. Na próxima terça-feira (5), será realizado o primeiro pregão para a contratação dos serviços e 2,5 mil aparelhos que serão utilizados para o rastreamento das encomendas do Sedex 10.

A iniciativa irá contemplar todos os locais onde o Sedex 10 é entregue (Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia, Pernambuco, Ceará, Piauí, Mato Grosso do Sul, Goiás e Distrito Federal).

Procurada pela Agência Brasil, a diretoria da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect) disse que ainda não conhece a proposta dos Correios, e preferiu não se manifestar sobre a mudança.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Rapaz é espancado por trio após ser acusado de ‘ficar’ com adolescente
JUDICIÁRIO
STF dá 48 horas para Bolsonaro listar ações tomadas contra a Covid-19
CAMPO GRANDE
Polícia resgata duas pessoas que ficaram presas em carro sob forte sol
SOLIDARIEDADE
Campanha Online da UEMS irá ajudar alunos durante a Covid-19
COXIM
Socorrida por bombeiros, mulher arromba armário e furta morfina de hospital
MEIO AMBIENTE
Ambiental captura jiboia com mais de dois metros em residência de Coxim
RECURSOS
MPT destinou R$ 124 milhões para prevenção e combate à Covid-19
BENEFÍCIO
UFGD mantém assistência a estudantes durante suspensão do calendário
CORONAVÍRUS
Câmara aprova projeto de lei que libera remédios sem aval da Anvisa
DOURADINA
Polícia apreende meia tonelada de agrotóxicos na região da Grande Dourados

Mais Lidas

REGIÃO
Ex-assessor de Mandetta é encontrado morto em apartamento na Capital
COVID-19
Primeiro óbito por coronavírus do Estado é registrado em Dourados
NOVA ANDRADINA
Hospital confirma três profissionais com coronavírus em unidade que atendeu idosa
BOLETIM DA SES
Dourados registra mais um caso de coronavírus e MS tem 51 confirmações