Menu
Busca segunda, 18 de janeiro de 2021
(67) 99659-5905

Campo Grande pode receber jogos do Brasil na Liga Mundial

09 outubro 2003 - 09h40

Campo Grande pode receber em 2004 uma série de dois jogos seleção brasileira na Liga Mundial de Vôlei Masculino. O anúncio foi feito ontem pelo diretor-presidente da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), Rodrigo Terra, ao governador Zeca do PT, durante a reunião de avaliação dos projetos estratégicos com o secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Silvio Nucci. Segundo Terra, em 2004 serão realizadas três séries de jogos da seleção masculina de vôlei do Brasil dentro da Liga Mundial. As partidas serão contra as seleções da Espanha, da Rússia e da Bulgária. No entanto, cinco capitais brasileiras disputam a primazia de sediar os jogos: Campo Grande, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília. “Com serão três séries apenas e são cinco cidades disputando, é lógico que duas vão sobrar. Por isso queria pedir ao senhor governador Zeca apoio para articular com a presidência do Banco do Brasil, que patrocina a seleção e com o presidente da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), Ari Graça, a vinda dessas partidas, e para encaminhar projeto ao Fundo de Investimento Esportivo (FIE) para viabilizar o realização dos jogos”, disse ele.O diretor-presidente da Fundesporte revelou que a realização de dois jogos na Capital representaria um investimento de aproximadamente R$ 250 mil, sendo que R$ 100 mil seria para a reforma do Ginásio de Esportes do Guanandizão visando adequá-lo as normas da Federação Internacional de Vôlei, com a instalação de placares eletrônicos e outras ações, e R$ 100 para a promoção e organização das partidas. “Desse total, R$ 100 mil já temos a sinalização que seriam bancados pelos patrocinadores e ficaria para o governo do Estado bancar através do FIE R$ 150 mil, sendo que R$ 100 mil seriam para a reforma do Guanandizão que ficaria para nós, como um investimento, portanto o que seria aplicado mesmo seria R$ 50 mil”, analisou. Em contrapartida, Terra, disse que o retorno que o Estado teria de mídia e divulgação nacional seria imenso. “Teríamos essas partidas transmitidas para todo o País e para mais 32 países no mundo. Seria sem dúvida o maior evento esportivo que Mato Grosso do Sul já recebeu”, disse ele, recebendo do governador uma resposta positiva tanto para a articulação que será desenvolvida para trazer uma série de jogos para Campo Grande, quanto para encaminhar o projeto para o FIE.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Projeto-piloto dará celeridade à distribuição automática de processos de 1º Grau
MS
Projeto-piloto dará celeridade à distribuição automática de processos de 1º Grau
JUSTIÇA FEDERAL
TRF3 considera impenhorável aplicação de até 40 salários mínimos em fundo de investimento
Obra para construir passarela de pedestre em Dourados é paralisada
NÚCLEO INDUSTRIAL
Obra para construir passarela de pedestre em Dourados é paralisada
Caixa assume gestão dos recursos e pagamentos do Dpvat
SEGURO
Caixa assume gestão dos recursos e pagamentos do Dpvat
Dia chuvoso traz risco de banho indesejável para pedestre e de multa a motoristas
DOURADOS
Dia chuvoso traz risco de banho indesejável para pedestre e de multa a motoristas
AMAMBAI
Após incêndio, mulher é encontrada carbonizada em barraco
CLIMA
Alerta do Inmet para chuvas intensas em Dourados é estendido
PANDEMIA
Vacina contra o coronavírus deve chegar no início da tarde em MS
BRASIL
Ministro Jorge Mussi assume a presidência do STJ pelos próximos 15 dias
NOVA ANDRADINA
Funcionários públicos são flagrados em bar fechado por aglomeração

Mais Lidas

DOURADOS
Morto por descarga elétrica pode ter tentado consertar portão
ACIDENTE
Homem morre após sofrer descarga elétrica em Dourados
DOURADOS 
Jovem cai de moto e pede ajuda após levar facada
DOURADOS
Comitê alerta para crescente da Covid e prefeito expede decreto com novas regras