Menu
Busca quinta, 01 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
DIA DOS NAMORADOS

Campanha publicitária com casais gays gera polêmica na internet

04 junho 2015 - 19h17

A campanha publicitária Casais veiculada pela empresa O Boticário para o Dia dos Namorados, gerou debate nas redes sociais e na internet. A propaganda, que está no ar desde o dia 24 de maio, mostra casais homossexuais e heterossexuais trocando presentes.

Para o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), que é a favor da campanha, a peça reflete a pluralidade da sociedade. “Reflete a vida, reflete a existência, a pluralidade, a diversidade das expressões amorosas e afetivas”, disse.

O parlamentar destacou que a campanha mostra também o reconhecimento da comunidade LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais) que, segundo ele, é estigmatizada. “É uma empresa que está não só reconhecendo socialmente esse grupo, mas o reconhece como consumidor, e esse é, também, um aspecto importantíssimo a ser ressaltado”, destacou o deputado em entrevista à Agência Brasil.

Internautas expressaram opiniões, tanto em defesa quanto contra a propaganda, em várias redes sociais e páginas da intenet. Na última terça-feira (2), o pastor Silas Malafaia, presidente da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo publicou um vídeo em que critica a publicidade. “Existe uma gama de empresas agora fazendo propaganda da relação gay. Eu sou contra. É um direito meu”, ele afirmou. No vídeo publicado em seu canal oficial no Youtube, o pastor convoca um boicote à marca.

“Eu quero conclamar as pessoas de bem, que não concordam com essa promoção do homossexualismo através de propaganda, de televisão e de revista, para boicotarem os produtos dessas empresas, como agora faz o O Boticário”, disse Malafaia.

O pastor afirmou que não pretende impedir que uma pessoa seja homossexual, o que para ele é um comportamento. Mais de 5 mil comentários foram publicados na página, repercutindo o vídeo. As declarações geraram reações de quem defende a campanha. Para Wyllys, as publicações contra o vídeo do pastor foram importantes para contestar os argumentos usados. “Isso é muito importante, que as pessoas se posicionem.”

Para o deputado, a empresa deve servir de exemplo para outras. “Eu acho que, no Brasil, as empresas têm que respeitar a diversidade humana, considerar que os seres humanos são plurais e que têm poder de consumo. Pagamos impostos para o Estado, queremos políticas públicas, queremos leis e compramos no mercado. [Por isso] queremos do mercado respeito e reconhecimento.”

Na terça-feira, o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) abriu processo para avaliar tanto as denúncias feitas por consumidores – que alegam que a campanha desrespeita a família – quanto a defesa da empresa. “Eu espero que o Conar tenha bom senso e diga que essa campanha não faz o que vocês estão dizendo’’, disse o deputado.

Em nota à imprensa, O Boticário diz que “acredita na beleza das relações, presente em toda sua comunicação".

Segundo a empresa, a proposta da campanha Casais, que estreou na TV aberta no dia 24 de maio, é abordar, com respeito e sensibilidade, "a ressonância atual sobre as mais diferentes formas de amor – independentemente de idade, raça, gênero ou orientação sexual – representadas pelo prazer em presentear a pessoa amada no Dia dos Namorados”. A empresa diz ainda que “valoriza a tolerância e respeita a diversidade de escolhas e pontos de vista”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAN BADO
Dupla arma emboscada e mata jovem a tiros na fronteira
MS
Mercado de trabalho retoma contratações com destaque para indústria
NOVA ANDRADINA
Homem de 48 anos é multado em R$ 1 mil por maus tratos a cachorro
POLÍTICA
STJ nega pedido de Flávio Bolsonaro para anular decisões das 'rachadinhas'
IVINHEMA
Polícia Civil indicia mulher por provocar auto aborto em cidade de MS
UEMS
Projeto desenvolve "Sacolas de Inventar" para levar brincadeiras
CAMPO GRANDE
Polícia divulga foto de suspeito de assassinar garota de 18 anos a tiros
9ª REGIÃO MILITAR
Exército Brasileiro realiza a Operação Herácles de fiscalização em MS
CRIME AMBIENTAL
Pecuarista é multado em R$ 10 mil por manter duas antas em cativeiro
PANTANAL
Bombeiros superam cansaço e calor para controlar incêndios no Amolar

Mais Lidas

DECIBÉIS
Operação do Gaeco mira fraudes em licitações e cumpre cinco mandados em Dourados
INVESTIGAÇÃO
Policiais do Gaeco fazem nova operação em Dourados
DOURADOS
Gaeco deixa edifício com documentos apreendidos após mais de 5h
CAPITAL
Mulher com mandado de prisão em aberto é executada com oito tiros