Menu
Busca segunda, 10 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Brasileiros e argentinos escalam o Aconcágua em pleno inverno

06 agosto 2004 - 19h04

Um grupo de 13 montanhistas brasileiros e argentinos estava hoje, no monte Aconcágua a 5,95 mil metros de altura para tentar chegar ao cume desta montanha ainda neste fim de semana, desafiando as condições metereológicas do inverno austral. Os escaladores estavam hoje no acampamento Berlim à espera de condições climáticas favoráveis para subir até o topo do Aconcágua, que fica a 6.959 metros de altura, informaram hoje familiares dos alpinistas. Os atletas iniciaram a aventura há 12 dias e pretendem chegar ao cume do pico mais alto da América no mesmo tempo que tardariam para subir e descer desta colina no verão. Os alpinistas, duas mulheres e 11 homens, já cumpriram 12 dias de escalada com temperaturas de 50 graus abaixo de zero, tempestades de neve, ventos de mais de 120 quilômetros por hora e freqüentes riscos de avalanchas. O grupo de aventureiros está composto pelos brasileiros Ana Boscarioli, Vítor Negrete, Rodrigo Chadad Raineri, Guilherme Rocha, Antonio Soares da Costa, Román Andrade Romancini e Clayton Conservane, e os argentinos Graciela Spagnuoli, Horacio Cunietti, César Apasa, Ángel Armesto, Gonzalo Dellagnola e Eduardo Ibarra."São todos verdadeiros especialistas. Em sua maioria, já escalaram o Aconcágua pela parede sul e alguns, como Cunietti, ascenderam este ano ao Himalaia", assinalou Roberto Staringer, da Associação de Profissionais de Montanha da província de Mendoza, onde fica o Aconcágua. O especialista indicou que "são muito poucos os que se arriscam a escalar este pico no inverno, porque é uma tarefa difícil. É preciso suportar condições extremas, como temperaturas de cerca de 40 graus centígrados abaixo de zero e ventos muito fortes". "Além disso, no inverno, pelas fortes nevadas, não funcionam os grupos de apoio logístico do Parque Provincial Aconcágua, motivo pelo qual os montanhistas não contam com os sistemas de comunicações e com os acampamentos de refúgio freqüentes", acrescentou Staringer. Os escaladores devem pedir prévia autorização à Direção de Recursos Naturais de Mendoza para escalar o Aconcágua e assinar um documento no qual assumem total responsabilidade pelos riscos que correm.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA SEM CONTROLE
Brasil chega a 15,19 milhões de casos e 422,3 mil mortes por covid-19
BURITI
Esfaqueado, homem volta para festa, passa mal e morre em UPA
ESPORTE
Operário aproveita desfalques, goleia União ABC e reassume liderança
MEIO AMBIENTE
Agrônomo é autuado em R$ 12,5 mil por derrubada ilegal de árvores
IMUNIZANTE
Saúde distribui 1,12 milhão de vacinas da Pfizer a partir de amanhã
SÃO PAULO
Brasileiro acusado de terrorismo na Ucrânia é preso com drogas e munições
PROCESSO SELETIVO
Abertas inscrições para seleção de estagiários de Direito em Bela Vista
FUTEBOL
Com Palmeiras classificado, Paulistão define confrontos das quartas
OFENSA
Motorista tem caminhão roubado e é mantido em cárcere privado
OPORTUNIDADE
Exército abre concurso com 440 vagas para preparação de cadetes

Mais Lidas

DOURADOS
Adolescentes flagrados em festa 'entregam' distribuidora que vendeu bebidas alcoólicas
IMUNIZAÇÃO
Estado aprova envio das primeiras doses da vacina Pfizer para Dourados
IVINHEMA
Após disparo, jovem é encontrado com ferimento na cabeça e morre no hospital
DOURADOS
Mulher é presa tentando entrar com porções de cocaína na PED