sábado, 15 de junho de 2024
Dourados
29ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Brasileiro trabalha menos que chinês e europeu do Leste

18 outubro 2004 - 20h07

O Brasil é um país menos atraente para investimentos estrangeiros do que a China e nações do Leste Europeu e, conseqüentemente, pode perder negócios para essas regiões no futuro próximo. Essa conclusão é da consultoria alemã Roland Berger, que divulgou nesta segunda-feira o relatório O Crescimento da China e a Ampliação da União Européia - Conseqüências para o Brasil. No estudo, os consultores afirmam que os brasileiros trabalham menos horas por ano (1.869 horas/ano) do que os chineses e os trabalhadores de vários países do Leste Europeu. Os húngaros, por exemplo, recordistas em horas de trabalho na região, trabalham nada menos do que 2.012 horas por ano. Na China, a média é um pouco mais baixa: 1.958 horas por ano, ou seja, mais de cem horas por ano a mais que o Brasil. Na Polônia, a média de trabalho fica em 1.901 horas por ano, segundo o estudo. Outro fator que faria da China e do Leste Europeu mercados mais atraentes aos olhos dos investidores internacionais é o preço da mão-de-obra: o trabalhador brasileiro é mais caro do que o chinês e o do Leste Europeu. Motivação Na comparação direta, a mão-de-obra no Brasil é três vezes mais cara do que a da China. A mão-de-obra brasileira sai a US$ 3,19 por hora, de acordo com a Roland Berger, enquanto o trabalhador chinês custa, em média, US$ 1,04. A média paga nos países do Leste Europeu fica em US$ 2,76, mas em alguns países é bem mais baixa. Na Romênia, o custo não passa de US$ 0,94 por hora. O Brasil também fica atrás no quesito motivação. O estudo afirma ainda que os trabalhadores chineses e do Leste Europeu são mais motivados do que os brasileiros. A Roland Berger destaca ainda que a China e o Leste Europeu têm uma grande oferta de mão-de-obra de alto nível. Por exemplo, de cientistas, matemáticos e engenheiros. No entanto, o relatório da consultoria alemã não traz apenas más notícias para o Brasil. Se por um lado o país é visto como destino menos atraente para investimentos estrangeiros, por outro pode se beneficiar do crescimento dos concorrentes para aumentar suas exportações. Aumentos O documento destaca, por exemplo, que o país quadruplicou as suas exportações para a China nos últimos quatro anos. Já o Leste Europeu ainda é um alvo pouco explorado pelos exportadores brasileiros, mostra o levantamento. Além disso, as taxas de crescimento econômico da América Latina continuam acima das registradas nos países do chamado Primeiro Mundo.Ainda como oportunidades, a consultoria diz que o Brasil pode reduzir a sua dependência do mercado regional e ampliar a participação no mercado global. Segundo o relatório, a participação das exportações no Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil ainda é pequena, em comparação com os vizinhos. A fatia brasileira é de 16,9%, menor do que a da Argentina (25%), a do México (28,4%) e a do Chile (36,4%).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Atletas indígenas são destaque em Jogos Escolares da Juventude de Mato Grosso do Sul
ESPORTES

Atletas indígenas são destaque em Jogos Escolares da Juventude de Mato Grosso do Sul

Promoção Investe, Poupa e Ganha do Sicredi sorteará R$ 15 mil por cooperativa no segundo sorteio
COOPERATIVISMO

Promoção Investe, Poupa e Ganha do Sicredi sorteará R$ 15 mil por cooperativa no segundo sorteio

'Despertando Conexões': projeto leva robótica a internos da Penitenciária Estadual de Dourados
RESSOCIALIZAÇÃO

'Despertando Conexões': projeto leva robótica a internos da Penitenciária Estadual de Dourados

PM vai às ruas em operação contra furtos e roubos
GATUNO

PM vai às ruas em operação contra furtos e roubos

Presidente faz balanço da Cúpula do G7 e de fórum da OIT
INTERNACIONAL

Presidente faz balanço da Cúpula do G7 e de fórum da OIT

ATENÇÃO PRIMÁRIA

Cassems inicia as reuniões de apresentação do projeto "Saúde Todo Dia" 

EUROCOPA

Suíça vence Hungria e divide a liderança do grupo com a Alemanha 

BRASIL

Violência contra idosos: mulheres são maioria das vítimas

EDITAL

Edital de Convocação - Avigrand

FATAL

Acidente entre moto e caminhão termina com uma pessoa morta em rodovia federal

Mais Lidas

NEGÓCIOS E CIA

Veja quem recebe o PIS/Pasep na próxima semana

LUTO

Policial civil sofre infarto no trabalho e morre em hospital de Dourados

DECISÃO

Mesmo sem duplicação de pontos críticos, pedágios da BR-163 aumentam a partir desta sexta-feira

MS-164

Mais de R$ 100 mil em defensivos agrícolas contrabandeados são apreendidos na fronteira