Menu
Busca segunda, 17 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Brasil vai exportar manga para o Japão nos próximos dias

17 setembro 2004 - 07h17

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, anunciou que o Brasil vai começar a exportar manga para o Japão nos próximos dias. Segundo Amorim, há 27 anos o governo brasileiro negociava a exportação do produto para o mercado japonês, que proibia o comércio da fruta por razões fitossanitárias. O chanceler brasileiro acredita que em breve o governo brasileiro estará exportando para o Japão palmito e carne, produtos servidos hoje em almoço no Itamaraty oferecido ao primeiro-ministro japonês, Junichiro Koizumi, que esteve no Brasil em visita oficial. O ministro japonês também manifestou interesse na importação do etanol brasileiro, informou Celso Amorim. Amorim destacou a determinação dos dois países de fortalecer os laços bilaterais políticos, econômicos e sociais. “Está surgindo um ânimo novo entre o Brasil e o Japão. Há uma consciência de que o nosso relacionamento tende a ser fortificar”. Ele explicou que nos últimos 30 anos o Japão deixou de investir no Brasil devido à conjuntura econômica que os dois países passaram. Para fortalecer o comércio bilateral entre Brasil e Japão, o chanceler disse ser necessário retomar o contato entre os empresários. “Esse fato é que vai criar uma dinâmica entre os investidores e empresários para possibilitar o fortalecimento do comércio entre os dois países”. Ele informou que, em sua visita ao Japão, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva expressou um forte desejo de levar em sua comitiva um grupo grande de empresários. Lula mencionou a Koizumi, durante o encontro, a importância de os dois paises consolidarem um acordo sobre previdência social e também de ativação de escolas públicas brasileiras para atender aos brasileiros residentes naquele país. No encontro, os dois países também decidiram trabalhar em conjunto para assegurar negociações produtivas rumo à sexta reunião ministerial, em Hong Kong, em dezembro de 2005, e reafirmaram o compromisso com a conclusão satisfatória da Rodada de Doha, o que facilitará a integração dos países em desenvolvimento no sistema de comércio multilateral. Ambos enfatizaram também a importância do fortalecimento da cooperação bilateral em matéria ambiental.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dourados tem 35 pacientes com Covid-19 na espera por vaga pública de UTI
OCUPAÇÃO MÁXIMA
Dourados tem 35 pacientes com Covid-19 na espera por vaga pública de UTI
ECONOMIA
Abono salarial do PIS-PASEP de até R$ 1,1 mil tem calendário unificado
EDUCAÇÃO
Projeto 'Astrominas' oferece vagas para meninas adolescentes em atividades online de ciências
EMPREGO
Processo seletivo da Prefeitura de Maracaju terá salários de até R$ 8,5 mil
EDUCAÇÃO
Prazo para pedir isenção de taxa do Enem começa nesta segunda-feira
POLÍCIA
Foragido da Justiça é preso após agredir namorada adolescente
POLÍCIA
Mulher encontra seus três cachorros envenenados e suspeita de vingança do ex
ESPORTE
Grêmio vence Inter de virada e larga em vantagem na final do Gauchão
ESPORTES
Palmeiras domina o Corinthians, vence em Itaquera e vai à final do Paulistão
POLÍCIA
Homens são flagrados carneando vaca furtada e um deles tenta agredir policial a facada

Mais Lidas

CAMPO GRANDE
Após discussão, jovem bate veículo em poste e namorada que estava no capô morre
POLÍCIA
'Apaixonado', rapaz furta objetos na PED para ser preso e reencontrar marido
FEMINICÍDIO
Mulher baleada na cabeça pelo ex-marido morre no hospital
REGIÃO
Mulher mata o marido a facadas após discussão em MS