Menu
Busca domingo, 31 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Brasil vai crescer de forma sustentável em 2010, diz Lula

14 dezembro 2009 - 08h15

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que em 2010 a economia brasileira vai crescer de forma sustentável. Ele afirmou que setores como agricultura, indústria e comércio terão crescimento devido a facilidades de financiamento e ao aumento do crédito.
"A gente vai continuar crescendo porque o Brasil vai se transformar em uma grande economia", disse o presidente, no programa semanal de rádio "Café com o Presidente" transmitido nesta segunda-feira. "Ao invés de deixar para anunciar em 2010, anunciamos em 2009, aproveitando o final de ano e que as coisas estão bem para mostrar que o Brasil não tem retorno.
Lula lembrou que o governo vai expandir a linha de crédito para máquinas e equipamentos e também para caminhões e ônibus. Outros destaques, segundo ele, são a decisão de destinar R$ 15 bilhões a mais, para financiar a indústria naval, e a desoneração do setor petroquímico para facilitar a construção de refinarias.
Na pesquisa Focus feita na semana passada e divulgada hoje pelo Banco Central, a previsão do mercado para o PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro deste ano passou a ser de queda de 0,26% do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro neste ano. Na semana anterior, a previsão era de crescimento de 0,21%.
O dado reflete o desempenho da economia brasileira apresentado pelo IBGE na semana passada, que mostrou um crescimento de 1,3% no terceiro trimestre, na comparação com o segundo, e queda de 1,2% em relação ao mesmo período do ano passado. O governo atribuiu o valor abaixo do esperado --o ministro Guido Mantega (Fazenda) projetava crescimento de 2% em relação ao segundo trimestre-- às mudanças metodológicas feitas pelo IBGE.
Já a previsão para o próximo ano subiu levemente, de 5% para 5,3%.
O mercado vinha prevendo PIB negativo durante todo este ano até o início de outubro, quando pela primeira vez projetou crescimento positivo da economia em 2009 --na ocasião, de 0,01%. Os economistas chegaram a prever crescimento de 0,21%, mas voltaram a apostar no encolhimento da economia após os números da semana passada.
Com o resultado, para que o PIB fique estável neste ano o crescimento no quarto trimestre terá que ser de pelo menos 5%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
Mais dois municípios de MS entram na rota do coronavírus
CAMPO GRANDE
UFMS abre inscrições para curso de Especialização em Segurança Pública
CIÊNCIA
Equipe da Fiocruz MG trabalha em vacina brasileira para covid-19
PESQUISA
Datafolha: 72% discordam da frase de Bolsonaro sobre dar armas para população
PANDEMIA
Com 71 novas confirmações, MS chega a 1.489 casos de coronavírus
CAPITAL
Mulher morre após acidente de trânsito causado por homem embriagado
PANDEMIA
Dourados registra mais 19 casos de coronavírus em 24 horas
BRASIL
Guedes e sua equipe avaliam programa de renda mínima
CAPITAL
Homem é morto após sair para urinar quando bebia com os amigos
TRÁFICO
PRF apreende mais de 500 kg de maconha em droga

Mais Lidas

DOURADOS
Protocolo é seguido e mulher vítima do coronavírus é enterrada sem despedida de familiares
PANDEMIA
Estado alerta que Dourados deve ser cidade com mais casos de Covid-19 na próxima semana
MAIORIA JOVENS
Vítima fatal da Covid-19 faz parte da faixa etária com mais casos da doença em Dourados
POLÍCIA
Homem encontrado morto sob a ponte do Calarge tinha 38 anos