Menu
Busca sábado, 08 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Brasil deve crescer nas exportações de frutas frescas

25 fevereiro 2011 - 12h50

O ano de 2010 ainda não foi dos mais fáceis para as exportações brasileiras de frutas frescas, apresentando ligeira queda de 2,6 % em comparação ao ano anterior. Puxaram para baixo os números a venda de melões, maçãs, limões e bananas.

Já a manga e a uva tiveram um incremento de 13% e 11,4% respectivamente, ou seja, nada menos que 124 mil toneladas de manga e 60,8 mil toneladas de uva abasteceram o exigente mercado externo durante o ano passado.

A explicação para o bom desempenho de vendas externas dessas duas frutas no ano de 2010 é que seu pólo exportador fica na região do Nordeste brasileiro, onde o clima colaborou, diferente do cenário de 2009.

O resultado foi uma safra com bom volume de produção e excelente qualidade de comercialização para o mercado externo.

De acordo o engenheiro agrônomo do Ibraf - Instituto Brasileiro de Frutas, Cloves Ribeiro Neto, a queda nas vendas externas das demais frutas observadas nos dois últimos anos ocorreu devido à baixa demanda internacional, que ainda vive sob o reflexo da crise de 2008, principalmente a Europa, responsável pela compra de 78% da produção nacional de frutas. Outro fator apontado por ele foi a taxa cambial desfavorável.

Moacyr Saraiva Fernandes, presidente do Ibraf, acredita na recuperação por parte dos países desenvolvidos para o ano de 2011, o que terá forte impacto sobre os produtores brasileiros. “Com a recuperação das economias da Europa e Estados Unidos, a busca por nossos produtos deve subir naturalmente”, afirma.

Novos mercados
O Ibraf, em parceria com a Agência Brasileira de Promoção das Exportações e Investimentos - Apex-Brasil, realizou um estudo para analisar os mercados emergentes para as frutas e seus derivados, visando incluir novas áreas no Projeto de Promoção das Exportações das Frutas Brasileiras e seus Derivados –Brazilian Fruit.

Países como Estados Unidos, Emirados Árabes, Arábia Saudita, África do Sul, Angola, Rússia, Hong Kong e China aparecem neste estudo como mercados em expansão para as frutas brasileiras e seus derivados.

“Estamos atentos a estes mercados e de malas prontas para as principais feiras, a exemplo da Gulfood, em Dubai, já no início do ano”, resume Moacyr.

Ainda de acordo com o presidente do Ibraf, o principal empecilho para maior penetração das frutas brasileiras no exterior não é a qualidade ou oferta, mas a falta de acordos fitossanitários do governo com os mercados mais importantes, como os EUA e a China

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dourados confirma 127 casos de Covid-19 e cinco mortes atribuídas à doença
PANDEMIA
Dourados confirma 127 casos de Covid-19 e cinco mortes atribuídas à doença
Governador do Rio diz que operação foi 'fiel cumprimento de mandados'
28 MORTOS
Governador do Rio diz que operação foi 'fiel cumprimento de mandados'
MS se aproxima de 240 mil curados da Covid-19, mas óbitos já são quase 6 mil
PANDEMIA
MS se aproxima de 240 mil curados da Covid-19, mas óbitos já são quase 6 mil
Prefeitura garante plantão normalizado na UPA após problemas por falta de médicos
DOURADOS
Prefeitura garante plantão normalizado na UPA após problemas por falta de médicos
Representante de Dourados estreia hoje na Copa do Brasil de Futsal
ESPORTES
Representante de Dourados estreia hoje na Copa do Brasil de Futsal
JUSTIÇA DO TRABALHO
Presidente do TRT-MS é indicado ao cargo de ministro do TST
CONGRATULAÇÃO
Deputado Barbosinha homenageia Dourados News pelos 20 anos
FUTEBOL
Organização da 17ª Copa Assomasul é debatida em MS
IMUNIZAÇÃO
Estado aprova envio das primeiras doses da vacina Pfizer para Dourados
ESTADO
Sábado é o último dia para matrícula de aprovados da UEMS da 4ª convocação

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher presa com armas, drogas e veículos mantinha relacionamento com interno da PED
JÓQUEI CLUBE
Jovem é presa em Dourados com armamento de uso restrito, drogas e veículo clonado
DOURADOS
Carga de tijolos cai de caminhão em rotatória na Coronel Ponciano; veja vídeo
BR-163
Colisão entre viatura e carreta termina com policial ferido