Menu
Busca domingo, 17 de janeiro de 2021
(67) 99659-5905
PRESIDENTE INVESTIGADO

Bolsonaro diz que não vai depor em inquérito sobre interferência na PF

26 novembro 2020 - 18h20Por Money Times

O presidente Jair Bolsonaro informou que pretende abrir mão do depoimento presencial no âmbito do inquérito que apura se ele  tentou interferir no comando da Polícia Federal, segundo manifestação apresentada nesta quinta-feira, dia 26 de novembro, pelo advogado-geral da União, José Levi Mello, ao STF (Supremo Tribunal Federal).

Apesar da posição expressa por Bolsonaro, a questão sobre seu depoimento neste inquérito ainda não foi definida pelo Supremo.

A AGU afirmou que está próximo de encerrar o prazo dado pelo ministro Alexandre de Moraes, relator do inquérito de prorrogação do andamento dessa investigação e destacou que a divulgação da íntegra do vídeo da reunião ministerial de abril “demonstrou claramente infundadas quaisquer das ilações que deram ensejo ao presente inquérito”.

“Assim, o Peticionante vem, respeitosamente, à presença de V. Exa., declinar do meio de defesa que lhe foi oportunizado unicamente por meio presencial no referido despacho”, disse a AGU no pedido encaminhado ao atual relator do caso, Alexandre de Moraes.

O advogado-geral disse ainda que pede o encaminhamento dos autos à Polícia Federal para elaboração de relatório final a ser submetido, para manifestação posterior do Ministério Público. Caberá ao MP decidir, ao fim das apurações, se denuncia Bolsonaro, arquiva a apuração contra ele ou pede novas diligências.

O formato do depoimento de Bolsonaro ainda está em aberto. O ministro Marco Aurélio Mello, que foi relator substituto, chegou a se posicionar a favor do depoimento por escrito do presidente. Contudo, essa questão foi levada posteriormente ao plenário do Supremo.

Ex-relator do inquérito que se aposentou no início do mês passado, Celso de Mello havia votado para que Bolsonaro prestasse depoimento presencial, mas os demais ministros não votaram no caso. O presidente do STF, Luiz Fux, não marcou uma nova sessão para continuar a apreciação dessa questão em plenário.

Na prática, Bolsonaro não esperou um posicionamento final do plenário do Supremo para se manifestar sobre o assunto.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA
Número de mortos após terremoto na Indonésia sobe para 73
Estudantes fazem hoje primeira prova do Enem 2020
EDUCAÇÃO
Estudantes fazem hoje primeira prova do Enem 2020
Agepen volta a proibir visitas aos presídios de Mato Grosso do Sul
TV DOURADOS NEWS
Agepen volta a proibir visitas aos presídios de Mato Grosso do Sul
SISTEMA DE SAÚDE
Pacientes de Manaus continuam sendo transferidos para hospitais universitários federais
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Projeto altera requisitos exigidos para o cargo de diretor de presídio
SAÚDE
Lesão de continuidade na pele pode ser porta de entrada para bactérias
EDUCAÇÃO
Fapec seleciona profissionais para atuarem em projetos coordenados pela fundação
FUTEBOL
Com eleição adiada, Barcelona não deve ir ao mercado em janeiro
BRASIL
Ciclistas protestam contra morte de colega por motorista bêbado no Rio de Janeiro
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Projeto concede incentivo fiscal para quem patrocinar cirurgias no SUS

Mais Lidas

DOURADOS 
Jovem cai de moto e pede ajuda após levar facada
PANDEMIA 
Dourados tem oito mortes por Covid em 24 horas  
OPERAÇÃO
Polícia fecha "boca de fumo" comandada por família no Canaã IV
DOURADOS 
Prefeitura anula 75 das exonerações anunciadas no meio da semana