Menu
Busca sábado, 19 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
LÍBANO

Bolsonaro convida Temer para chefiar missão humanitária

09 agosto 2020 - 12h20Por Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro participou, na manhã deste domingo (9), de uma videoconferência com outros chefes de Estado e de governo para tratar das ações de apoio ao Líbano. Na última terça-feira (4), uma grande explosão na zona portuária de Beirute, capital do país, deixou um saldo de centenas de mortes e milhares de feridos. Ao detalhar as ações do governo brasileiro, Bolsonaro disse que convidou o ex-presidente Michel Temer, que tem ascendência libanesa, para coordenar a missão.

"Nos próximos dias, partirá do Brasil, rumo ao Líbano, uma aeronave da Força Aérea Brasileira com medicamentos e insumos básicos de saúde, reunidos pela comunidade libanesa radicada no Brasil. Também estamos preparando o envio, por via marítima, de 4 mil toneladas de arroz, para atenuar as consequências da perda dos estoques de cereais destruídos na explosão. Estamos acertando, com o governo libanês, o envio de uma equipe técnica, multidisciplinar, para colaborar na realização da perícia da explosão. Convidei, como o meu enviado especial e chefe dessa missão, o senhor Michel Temer, filho de libaneses e ex-presidente do Brasil", afirmou Bolsonaro. A reportagem ainda aguarda resposta da assessoria de Temer e do Palácio do Planalto confirmar se ele aceitou o convite.

A videoconferência foi iniciativa do presidente da França, Emmanuel Macron, e contou com a participação do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, do presidente do Líbano, Michel Aoun, além dos líderes de países como Egito, Catar e Jordânia, entre outros. Em seu breve pronunciamento, Bolsonaro classificou a reunião como necessária e urgente, reafirmou suas condolências às famílias das vítimas da tragédia e destacou a relação histórica entre Líbano e Brasil.

"O Brasil é lar da maior diáspora libanesa no mundo, 10 milhões de brasileiros de ascendência libanesa formam uma comunidade trabalhadora, dinâmica e participativa, que contribui de forma inestimável com o nosso país. Por essa razão, tudo que afeta o Líbano nos afeta como se fosse o nosso próprio lar e a nossa própria pátria", disse. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PARANAÍBA
Homem quebra móveis, bate na mulher e vai preso
REGIÃO
Mulher é autuada por incêndio em sua chácara em Ivinhema
FAMOSOS
Atriz Juliana Paes está com Covid-19 e diz não ter sintomas
OPORTUNIDADE
Inscrições para 1520 vagas em cursos técnicos começam na segunda-feira
REGIÃO
Jovem tenta entregar droga para interno em hospital e é presa
SAÚDE PÚBLICA
SUS completa 30 anos com conquistas e desafios
DOURADOS
GM flagra aglomeração no centro e três são presos
REGIÃO
Caçador é preso por abater animal em extinção em MS
DOURADOS
Jovem ameaça mãe de morte e vai preso pela GM
POLÍTICA
Para ministro, são 'infundadas' críticas de Rodrigo Maia à visita de secretário de Trump

Mais Lidas

PERIGO POTENCIAL
Vendaval pode atingir Dourados e outras 35 cidades de MS, segundo alerta do Inmet
DOURADOS
Mulher estaciona em vaga preferencial e é xingada por médico
ELEIÇÕES 2020
Convenções chegam ao fim e sete nomes são lançados à prefeitura de Dourados
FRONTEIRA
Estudante morre após procedimento estético em clínica clandestina