Menu
Busca domingo, 24 de outubro de 2021
(67) 99257-3397

Assomasul prepara prefeitos para XI Marcha a Brasília

12 abril 2008 - 07h16

 

Visando a participação dos prefeitos de Mato Grosso do Sul na XI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que será realizada a partir desta terça-feira (dia 15), o presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Eraldo Jorge Leite (PSDB), distribuiu a pauta prioritária a ser discutida reuniões que os prefeitos terão com as bancadas estaduais nos plenários das Comissões Permanentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal.
Segundo Eraldo Jorge Leite, a pauta para o Senado incluiu debates sobre o PLS 61/2002, de autoria do senador Osmar Dias (PSDB-PR). O Projeto de Lei do Senado altera a Lei Nº 8.666/93, simplificando e desburocratizando o processo de licitação.
"A CNM (Confederação Nacional dos Municípios) entende que a sua aprovação é importante para dar agilidade ao setor público. Além disso a Câmara havia aprovado uma emenda que aumentava em 50% os limites nos quais mudam as modalidades de licitação. Com isso o limite para as compras com dispensa de licitação, por exemplo, passaria de R$ 8 mil para R$ 12 mil sendo também uma correção da distorção causada pela falta de atualização desses limites nos últimos 10 anos", explica Eraldo Leite.
A CNM defende que o Senado aprove a redação dada pela Câmara dos Deputados. PLS 93/2006, de autoria do senador Flexa Ribeiro. Cerca de 800 municípios no país ainda não concluíram os seus Planos Diretores, descumprindo o prazo previsto no Estatuto das Cidades. O PLS Nº 93/2006 já foi aprovado na Câmara e no Senado, mas como a Câmara ampliou ainda mais o prazo, o mesmo voltou ao Senado e está na Comissão de Desenvolvimento Regional. Os prefeitos desses municípios podem ser processados pelo Ministério Público por improbidade administrativa.
Na Câmara dos Deputados, os prefeitos discutirão a PEC 12/2006, de autoria do senador Renan Calheiros (PMDB-AL). A matéria foi originada a partir de gestões e debates promovidos pelo ministro Nelson Jobim, então presidente do STF (Supremo Tribunal Federal). "O formato da PEC cria regime no qual a União, Estados e o Distrito Federal tornariam disponíveis recursos para aplicação no pagamento de precatórios de 3% da despesa primária líquida, e os municípios aplicariam 1,5% da despesa primária líquida da mesma forma", explica Eraldo Leite, ressaltando que os recursos mencionados seriam distribuídos em: 70% destinados para leilões com deságio para pagamento à vista de precatórios e, 30% destinados para o pagamento dos precatórios não quitados por leilão, sendo estabelecida uma ordem crescente de valores. Desse modo, a atual ordem cronológica dos precatórios ficaria extinta. Cumprindo a aplicação de recursos determinada na PEC, o poder público estaria isento da possibilidade de sofrer seqüestros pelos tribunais de justiça.
Também figura na pauta de discussões o PLS 121, de 2007, de autoria do senador Tião Viana, que regulamenta o 'PAR' 3º do art. 198 da Constituição Federal, alterado pela Emenda 29, que vincula recursos federais, estaduais e municipais para a área da saúde. A matéria visa regulamentar e definir o montante dos recursos a ser destinado para ações e serviços de saúde pública de saúde pela União, Distrito Federal e municípios: os critérios de rateio e a fiscalização e controle desses recursos. A CNM defende a vinculação de montante equivalente a 10% da Receita Corrente Bruta da União para a saúde.
Já a PEC 233/2008, de autoria do Poder Executivo, atende dois grandes apelos do movimento municipalista: a partilha de todos os tributos federais e a desconstitucionalização do VAF no índice de retorno do ICMS. Mas traz algumas preocupações: o possível conflito da base de cálculo do IVA-F com o ISS, a falta de partilha do Fundo Nacional de Desenvolvimento Regional com os municípios, especialmente da região sul, a possível perda de R$ 1 bi com o fim da Lei Kandir, entre outras. PLP 12/2007 Autor: Deputado Sarney Filho Fixa normas para a cooperação entre a União, os Estados, o Distrito Federal e os municípios, no que se refere às competências comuns previstas nos incisos VI e VII do artigo 23 da Constituição Federal, no que diz respeito a proteção ao meio ambiente.
Outro tema de discussão será o PLP 388/2007, do deputado Fernando Coruja, que também trata dessa matéria. "Esse é o projeto de maior interesse dos municípios na área ambiental", lembra Eraldo Leite, ressaltando que o projeto de autoria do senador Romero Jucá, uma vez que com a extinção dos redutores no final de 2007 e os efeitos da contagem populacional do IBGE de 2007 sobre os coeficientes do FPM para 2008, 456 municípios no país, 31 no RS, caíram de faixa no FPM, o que significará perdas de cerca de R$ 1 milhão nesse ano.
"Sendo um ano de fim de mandato, estamos acompanhando a tramitação do PLC Nº 141/2007 que mantém por um ano os coeficientes dos Municípios que cairiam, sem restabelecer os redutores nem impedir que os municípios que tenham de subir subam", explica o presidente da Assomasul.
iniciaCorpo("15;12;16;13;17;14;18;15");

Deixe seu Comentário

Leia Também

TST considera fraudulento contrato de jogador e reconhece natureza salarial do direito de imagem
BRASIL
TST considera fraudulento contrato de jogador e reconhece natureza salarial do direito de imagem
LAVA JATO
Justiça Eleitoral vai julgar ação sobre empréstimo de R$ 12 milhões ao banco Schahin
MUNDO
Biden e Macron discutem defesa europeia e se reunirão em Roma
Jovem é autuado pela PMA por maus-tratos a uma cadela Pit Bull
MS
Jovem é autuado pela PMA por maus-tratos a uma cadela Pit Bull
Ministra Cármen Lúcia suspende reintegração de posse em Rondônia
STF
Ministra Cármen Lúcia suspende reintegração de posse em Rondônia
RIO MIRANDA
Catarinenses são multados em R$ 1,8 mil por pesca predatória em Bonito
JUDICIÁRIO
STJ define retorno de sessões presenciais para fevereiro de 2022 e dia de eleição para ministros
CAPITAL
Presidente do TJMS recebe medalhão comemorativo aos 100 anos da Justiça Militar
ROTINA
Trabalho híbrido pode piorar qualidade do sono, diz pesquisador
DOURADOS
Estado licitará na próxima semana R$ 20 milhões para revitalizar Coronel Ponciano

Mais Lidas

PRESIDENTE VARGAS
Escola dispensa alunos em Dourados após mensagens de ameaças
CÁRCERE PRIVADO
Tentativa de sequestro a criança termina com jovem preso em Dourados
DOURADOS
Print tirado de conversa entre alunos resultou em mal-entendido e levou pânico a escola
DOURADOS
Homem é removido de grupo de whats e procura a delegacia