Menu
Busca sexta, 30 de julho de 2021
(67) 99257-3397

Bolsa Família terá rede nacional de fiscalização

04 novembro 2004 - 12h22

Promotores e procuradores públicos estaduais e federais vão participar da fiscalização do programa Bolsa Família. Será assinado hoje em Natal, no Rio Grande do Norte, convênio entre o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e os ministérios públicos estaduais e federal para formar uma rede nacional de fiscalização do programa. De acordo com o ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias, a idéia é envolver toda a sociedade no trabalho de fiscalização. "Qualquer denúncia será rigorosamente apurada. Nós não vamos admitir nenhum desvio. Por isso estamos fazendo esse convênio. Contamos também com o apoio da Controladoria Geral da República (CGU), dos conselhos tutelares, comitês gestores do Fome Zero, conselhos de assistência social e estamos, cada vez mais, pedindo a participação da sociedade para que todos se sintam responsáveis, acompanhando e controlando o pagamento do Bolsa Família", afirma. O ministro reiterou que o programa é uma prioridade do governo. "O Bolsa Família é seguramente o maior programa social do Brasil, que atende cinco milhões de famílias representando mais de 20 milhões de pessoas pobres. É um dinheiro público destinado aos mais pobres. Esse dinheiro é sagrado. Se prefeituras, prefeitos ou agentes públicos que não estejam atentos a suas responsabilidades éticas e legais agirem de má fé, nós vamos punir essas pessoas", enfatiza. O convênio com os ministérios públicos, de acordo com Patrus Ananias, permitirá aumentar a fiscalização do programa e adotar medidas judiciais para punir os infratores, sejam eles agentes públicos ou particulares. Ele afirmou que os recursos do Bolsa Família estão chegando aos mais carentes. Segundo Patrus, um programa com a extensão do Bolsa Família, atendendo mais de cinco milhões de famílias e que até o fim do ano vai beneficiar 6,5 milhões, claro que apresenta problemas. Acrescentou, no entanto, que o ministério tem dados que comprovam que os recursos estão chegando aos mais pobres. O ministro lembrou que as famílias que saírem da linha de pobreza exigida pelo programa devem informar ao governo para que o pagamento seja suspenso. O Bolsa Família é pago às famílias com renda per capita de R$ 50. Quando a família melhora de vida, consegue o emprego, ela tem a obrigação, o dever de informar ao governo para que seja desligada do programa e o dinheiro seja pago a outra que esteja em situação difícil, alerta. A central de relacionamento do Bolsa Família recebe por dia , em média, 26 mil ligações. A maioria delas é de pessoas com dúvidas sobre o programa e apenas um por cento das chamadas atendidas trata de irregularidades. O número da central de relacionamento é 0800-707-2003.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Lei prioriza gestantes, lactantes, crianças e adolescentes na vacinação contra covid
BRASIL
Lei prioriza gestantes, lactantes, crianças e adolescentes na vacinação contra covid
Unimed Dourados lança novo site para beneficiários e cooperados
SAÚDE & BEM-ESTAR
Unimed Dourados lança novo site para beneficiários e cooperados
Jiboia é capturada em pátio de escola
POLÍCIA
Jiboia é capturada em pátio de escola
Foragidos da justiça são presos em Coxim
POLÍCIA
Foragidos da justiça são presos em Coxim
Trio que era especializado em vender drogas para universitários é preso na fronteira
MS
Trio que era especializado em vender drogas para universitários é preso na fronteira
IMUNIZAÇÃO
Butantan entrega 1,2 milhão de doses da CoronaVac ao governo federal
DOURADOS
Juiz nega liberdade provisória para motorista que matou adolescente atropelado
TESTAGEM EM MASSA
Impacto da vacinação na fronteira apresenta 63% de queda de casos de Covid-19 em MS
CAGED
Dourados fecha semestre com saldo de quase 2,6 mil novas vagas de empregos
NEGÓCIOS E CIA
Seja um empreendedor de sucesso na internet com as técnicas do MSD; Conheça aqui

Mais Lidas

ACIDENTE DOMÉSTICO
Após discussão com entregador jovem acaba ferido
PEDRO JUAN
'Justiceiros' voltam a atacar na fronteira e matam adolescente
DOURADOS
Motorista que fugiu após atropelar motociclista no centro não possuía CNH
CLIMA
Dourados bate recorde de frio no ano com geada forte