Menu
Busca quarta, 12 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Boeing prevê aumento anual de 6,2% no transporte de cargas

15 setembro 2004 - 22h30

A Boeing prevê um aumento anual no volume de transporte de carga aérea mundial de 6,2% nos próximos 20 anos, com a triplicação do tráfego. A previsão faz parte do documento divulgado hoje pela companhia durante o International Air Cargo Forum and Exposition 2004. "Com os desafios dos últimos anos, a força do mercado de carga aérea tem sido encorajador", disse Marlin Dailey, vice-presidente de Vendas para a Europa e Ásia Central da Boeing Commercial Airplanes."Após um crescimento de 4% no ano passado, o mercado continuou forte este ano, com o tráfego mundial crescendo 10,7% em relação ao mesmo período de 2003." A Boeing prevê que a frota aérea mundial aumentará de 1.766 para 3.456 aviões nos próximos 20 anos, com maior crescimento representado por cargueiros wide bodies como Boeing 747, 767, MD-11 e Airbus A300.Essa categoria representará 60% da frota, em relação aos atuais 44%, constituindo, eventualmente, mais de 90% da capacidade total de carga. Dos 2.950 cargueiros que devem ser incorporados à frota, 1.260 seriam substitutos para aeronaves antigas e 1.590 fariam parte da expansão. Mais de 75%, ou 2.226 aviões, serão conversões de aviões de passageiros para cargueiros, enquanto 724 serão novos cargueiros. A Boeing espera que os mercados asiáticos de carga aérea continuem na liderança da indústria; os mercados domésticos na China e intra-asiáticos expandirão 10,6% e 8,5% ao ano, respectivamente. Em comparação ao crescimento anual mundial médio de 6,2%, América do Norte e Ásia devem registrar média de 7,2%, enquanto Europa e Ásia devem registrar uma média de 6,7%.Muitos dos mercados maduros, como América do Norte e Europa, terão menores taxas de crescimento, baseados nas altas taxas de tráfego atuais."Este ano tem sido o melhor para o crescimento da carga aérea mundial desde 1997", disse Tom Crabtree, diretor regional de Marketing para a Europa da Boeing Commercial Airplanes. "Prevemos um crescimento expressivo em quase todas as áreas, com a maior expansão já registrada nos mercados transpacífico e Europa-Ásia de 17% e 13% acima dos níveis de 2003, respectivamente. Esta recuperação dá ainda mais força a nossa previsão de grande crescimento mundial a longo prazo." disse.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASILÂNDIA
Jovem de 23 anos destrói recepção de hospital durante surto
BRASÍLIA
Secretário Mario Frias é submetido a cateterismo de emergência
TRÊS LAGOAS
Homem que matou cantor a tiros em tabacaria é condenado a 46 anos
BRASIL
Câmara aprova projeto que pode restringir atuação da oposição
Homem contrai dívida de R$ 32 mil ao fazer portabilidade de empréstimo
BENEFÍCIO
Cultura prorroga prazo para entrega de documentação do FIC
POLÍCIA
Condutor de lancha envolvida em acidente com morte presta depoimento
EDUCAÇÃO
Metas do Inep para o ano não incluem aplicação do Enem 2021
IVINHEMA
Três dias depois de ser envenenada pela mãe, criança recebe alta
FERIADO
Comarca de Angélica não terá expediente amanhã e sexta-feira

Mais Lidas

PANDEMIA
Levado pela Covid-19, "João da União" deixa legado para família e em Dourados
INDÁPOLIS
'Frio' e com roupa ainda suja de sangue, assassino de tio não mostrou arrependimento ao ser preso
DOURADOS
Homem morre no HV após acidente com condutor que empinava moto
PANDEMIA
Novo decreto mantém toque de recolher às 21h e autoriza abertura de cinema em Dourados