Menu
Busca sábado, 08 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Barrichello marca a pole mais rápida da história

11 setembro 2004 - 15h44

O brasileiro Rubens Barrichello marcou a pole para o GP da Itália, em Monza, com uma volta fantástica (1min20s089) e, de quebra, se livrou do inglês Jenson Button (seu concorrente na luta pelo vice-campeonato mundial) que ficou apenas com a sexta posição (1min20s786). Foi a 11ª pole na carreira do piloto brasileiro. E a mais rápida da história: média de velocidade (260,395 km/h), superando a obtida pelo colombiano Juan Pablo Montoya em Monza há dois anos (259,827 km/h). Barrichello pode se tornar vice-campeão mundial de Fórmula 1 da temporada 2004, em Monza, se terminar oito pontos à frente do inglês. Para isso precisaria vencer a corrida e Button chegar em sétimo. Ou então ser segundo e seu oponente não pontuar. O colombiano Juan Pablo Montoya, que havia sido o melhor do primeiro treino, ficou com a segunda posição (1min20s620). Michael Schumacher, heptacampeão mundial e companheiro do brasileiro Barrichello, ficou com o terceiro tempo (1min20s637). Fernando Alonso, da Renault, foi o quarto, Takuma Sato, da Bar, o quinto, e Jenson Button, também da BAR, o sexto. Com o domínio das Williams no primeiro treino de classificação (que dá a ordem de entrada dos carros para o treino que define o grid), o brasileiro Rubens Barrichello, da Ferrari, disse ao sair do seu carro que a pole seria realmente definida apenas nos centésimos. "A pista está emborrachada, seca, ótima mesmo. Acredito até que o recorde de velocidade da Fórmula 1 em retas (370km/h) possa ser quebrado pela volta rápida do pole", afirmou. Mas a situação da Ferrari não era confortável após o primeiro treino. As Williams dominaram: o colombiano Juan Pablo Montoya fez o melhor tempo, seguido pelo brasileiro Antonio Pizzonia. As duas BAR também tiveram um desempenho excepcional. O japonês Takuma Sato foi o terceiro, enquanto o inglês Jenson Button, concorrente do brasileiro Barrichello na luta pelo vice-campeonato mundial, garantiu o quarto tempo. Já as Ferrari não foram tão bem: Michael Schumacher foi o nono, enquanto Rubinho ficou apenas com a décima colocação. Mas na hora da definição do grid, a situação se inverteu. Rubens ainda cometeu um erro na primeira parcial, mas depois fez uma segunda intermediária fantástica e cravou um tempo que não foi superado por mais ninguém até o final do treino.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Técnico Enderson Moreira é internado em MG após princípio de infarto
GERAL
Técnico Enderson Moreira é internado em MG após princípio de infarto
PANDEMIA
Como fazer suas compras de mantimentos de forma segura
PANDEMIA
Covid-19: o que fazer com as compras quando chegar em casa
CPI
CPI mira vacinas em audiências com Anvisa e Pfizer
Comissão debate representatividade política das pessoas com deficiência
DIREITOS HUMANOS
Comissão debate representatividade política das pessoas com deficiência
POLÍTICA
Pauta do Plenário tem três MPs, Loteria da Saúde e proibição de reajuste de medicamentos
SAÚDE
Pesquisa mostra aprofundamento de desigualdades na infância
GERAL
Explosão de gás destrói restaurante em Belém
ASTRAZENECA
Ministério da Saúde anuncia distribuição de doses para próxima segunda
POLÍTICA
Secretaria da Mulher debate situação das domésticas na pandemia

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher presa com armas, drogas e veículos mantinha relacionamento com interno da PED
JÓQUEI CLUBE
Jovem é presa em Dourados com armamento de uso restrito, drogas e veículo clonado
DOURADOS
Carga de tijolos cai de caminhão em rotatória na Coronel Ponciano; veja vídeo
BR-163
Colisão entre viatura e carreta termina com policial ferido