segunda, 24 de junho de 2024
Dourados
27ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Bancários decidem continuar trabalhando

21 outubro 2004 - 07h25

Os bancários de Dourados decidiram não fazer hoje uma paralisação conforme haviam cogitado na semana passada, após ter interrompido a greve que durou 23 dias. No entanto, eles não descartaram a retomada da greve, dependendo do resultado do julgamento do dissídio hoje pelo TST (Tribunal Superior do Trabalho), em Brasília (DF). Em assembléia ontem à noite na sede do Sindicato dos Bancários de Dourados e Região, a categoria decidiu esperar o julgamento e realizar uma nova assembléia amanhã, se o resultado do julgamento for desfavorável para os bancários. “É possível a retomada da greve caso o resultado for desfavorável”, afirmou um dos membros da diretoria do sindicato Janes Estigarribia.

Ontem os sindicatos realizaram assembléias em todo país para definir os encaminhamentos que seriam realizados hoje. Até o final da assembléia em Dourados, os bancários não haviam sido informados dos resultados das outras assembléias realizadas no país.

De acordo com Estigarribia na quarta-feira da semana passada, logo após ter encerrrado as duas audiências de conciliação do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, foi sorteado o ministro Antonio Barros Levenhagen para ser o relator dos dissídios coletivos no TST. Vantuil Abdala reafirmou a disposição do TST de tentar acelerar o julgamento dos dissídios coletivos do Banco do Brasil e da CEF, ajuizados pela Contec (Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Empresas de Crédito).

Os pedidos de dissídio coletivo dos empregados do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal serão julgados por um colegiado formado por nove ministros do Tribunal Superior do Trabalho, sob a relatoria do ministro Barros Levenhagen. Além do presidente do TST e do relator dos dissídios, integram a SDC (Seção de Dissídios Coletivos) os ministros Ronaldo Leal (vice-presidente do TST), Rider de Brito (corregedor-geral da Justiça do Trabalho), Luciano de Castilho, Milton de Moura França, João Oreste Dalazen, Gelson de Azevedo e Carlos Alberto Reis de Paula.

O julgamento dos dissídios coletivos do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal será transmitido ao vivo direto do plenário do TST, a partir das 12 horas, pela TV Nacional (canal 2), TV Justiça (Net Brasília canal 10) e NBR (Net Brasília canal 11). (Marli Lange).




Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL

Moraes autoriza visita de 17 senadores a ex-diretor da PRF preso

Homem furta moto, foge de abordagem e acaba ferido após atacar policiais
DOURADOS

Homem furta moto, foge de abordagem e acaba ferido após atacar policiais

Com auxílio de cão farejador, polícia apreende drogas e munições em Dourados
CANAÃ III

Com auxílio de cão farejador, polícia apreende drogas e munições em Dourados

OPORTUNIDADE

Vai fazer seleção de estágio do MPF? Veja os locais das provas

Idoso acusado de assassinar garota de programa colocou corpo da vítima em carriola e jogou na mata
SÃO GABRIEL DO OESTE

Idoso acusado de assassinar garota de programa colocou corpo da vítima em carriola e jogou na mata

SÃO GABRIEL DO OESTE

Discussão por pensão de filha não registrada resultou em atentado que matou garota de programa

BRASIL

Em agenda privada em SP, Lula visita FHC, Noam Chomsky e Raduan Nassar

CIRCUITO ESTADUAL

Estadual de beach tennis teve final de semana de disputas acirradas

CAMPO GRANDE

Homem morre duas semanas após ser atropelado e internado em hospital

REGIÃO

Motociclista sem carteira de habilitação é preso por direção perigosa e desobediência

Mais Lidas

DOIS IRMÃOS DO BURITI

Prefeitura de MS abre concurso com salários que ultrapassam R$ 14 mil

OPORTUNIDADE

Frigorífico abre 360 vagas de emprego em Dourados

CAMPO GRANDE

PMs sequestraram motorista de caminhão para roubar droga

DOURADOS

Final de semana permanece quente e seco, mas temperatura despenca nos próximos dias