Menu
Busca terça, 26 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Baixista da banda Calcinha Preta é enterrado em Aracaju

27 dezembro 2009 - 10h42

O contra-baixista da banda de forró Calcinha Preta, Gilson Pereira de Almeida, 47, que morreu na noite de sexta-feira (25), foi enterrado neste sábado, às 19h, no cemitério Colina da Saudade, em Aracaju (SE). Gilson Batata, como era conhecido, morreu vítima de um infarto agudo no miocárdio, na cidade de Caicó (RN), onde a banda se apresentaria.
Segundo o site do jornal "Tribuna do Norte", o músico disse que sentia dores desde a manhã, mas só resolveu procurar um médico quando não conseguiu mais suportá-las. O enterro foi acompanhado por centena de fãs, além de amigos e familiares do músico.
O show em Caicó foi cancelado, e as apresentações em Conceição do Coité (BA) e em Caldas do Jorro (BA), previstas para este sábado, e a de Teófilo Otoni (MG) também foram canceladas. Gilson Batata deixa mulher e quatro filhos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

RIO BRILHANTE
Homem é preso com carro roubado e diz trocaria por cavalo e alfafa
TELEVISÃO
Falta de segurança faz jornalistas do Grupo Globo deixarem plantão no Alvorada
CAPITAL
Mulher é presa em flagrante após furtar maquiagens e fones de ouvido
MAGISTRATURA
Concurso: Comissão divulga julgamento de recursos da prova objetiva
IVINHEMA
Mulher é presa transportando para São Paulo 200 quilos de maconha
ENTRADA PROIBIDA
Estados Unidos antecipam para amanhã início do bloqueio a brasileiros
SIDROLÂNDIA
PMs são acusados de aceitar propina de traficantes que “queimavam dinheiro”
JUDICIÁRIO
Flávio Bolsonaro pede para acompanhar depoimento de Paulo Marinho
MARACAJU
Homem encontrado morto em rio foi estrangulado e polícia identifica suspeitos
SAÚDE
Ações nas barreiras sanitárias são intensificadas no combate à Covid-19

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Homem morre atropelado por rolo compactador
PANDEMIA
Dourados ultrapassa marca de 100 casos confirmados de coronavírus
MARACAJU
Homem morre após tentativa de fuga e troca de tiros com a polícia
MS-145
Motorista disse não ter visto momento que atropelou e matou ciclista