Menu
Busca sexta, 26 de fevereiro de 2021
(67) 99257-3397

Bahia e Vitória decidem, mas pode não haver campeão

18 abril 2004 - 09h42

Para ser campeão, o Bahia precisa quebrar um tabu de seis anos e derrotar o Vitória no Estádio Barradão, às 16h deste domingo. Mas seu retrospecto no Campeonato Baiano não o ajuda. Embora necessite de gols, o time de Vadão tem a melhor defesa (com oito gols sofridos) contra o melhor ataque (30 gols feitos pelo rival). Para conquistar o segundo tricampeonato de sua história, o Vitória precisa apenas de um empate, já que fez melhor campanha do que seu adversário na fase inicial. O campeão vai receber o troféu Luiz Caldas, homenagem da FBF ao precursor do ritmo musical "axé music". O time rubro-negro, porém, não poderá dar a volta olímpica caso conquiste a taça, porque o primeiro duelo está sub-júdice. O Bahia alega que o rival escalou o goleiro Felipe de maneira irregular para a partida, já que ele atuou um dia antes pelo time de juniores, e o regulamento manda que haja 72 horas de intervalo para os atletas. O clube tricolor teve o pedido de impugnação do resultado aceito e aguarda o julgamento do mérito, que deve ser na próxima semana. Assim, o Vitória terá que dar a volta olímpica no tribunal, caso vença. Dentro de campo, enquanto Márcio, do Bahia, é o goleiro menos vazado da competição, com a média de 0,58 gol tomado por jogo, o Vitória tem os atacantes Gilmar e Obina, com 6 gols cada, brigando pela artilharia da competição. Até o momento, foram marcados 152 gols na competição, em 57 partidas disputadas, o que representa uma média de 2,67 gols por jogo. O Bahia terá força máxima para a decisão e a variação tática virou a arma de Vadão, que não descartou nenhum dos esquemas usados até o momento, nem a repetição do 3-5-2 do primeiro jogo da decisão, a volta ao 4-4-2 ou do 4-5-1 que utilizou no meio da competição. Ele insistiu muito nas jogadas aéreas tanto com jogadores do ataque como os da defesa. Com a desvantagem de ter atuado pela Copa do Brasil no meio da semana contra o Internacional, o Vitória deve atuar fechado, já que pode apenas empatar. Um trio de volantes - Vinícius, Vampeta e Arivelton - será escalado para fechar o meio-campo e impedir que o Bahia chegue ao gol. lateral-direito Pedro, o lateral-esquerdo Paulo Rodrigues e o próprio Vampeta, que nõ jogaram contra o Inter na quarta-feira, estão confirmados. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TJ/MS
Selo Justiça pela Paz em Casa começa a ser entregue nas comarcas
Com imagem de satélite, PMA autua produtor de Dourados em R$ 55 mil
CRIME AMBIENTAL
Com imagem de satélite, PMA autua produtor de Dourados em R$ 55 mil
BRASIL
Governo adia novamente prazo de adoção da nova carteira de identidade
FRONTEIRA
Antes de ser executado, homem foi sequestrado e torturado
COVID-19
Distrito Federal decreta lockdown total a partir do próximo domingo
CAPITAL
Justiça manda soltar jovem que causou acidente com dois mortos
ECONOMIA
Granja em Dourados usa ração líquida e novas tecnologias da Suinocultura
PARAGUAI
Empresário ligado a futebol é principal suspeito de enviar cocaína à Europa
NÚMEROS DA PANDEMIA
Brasil se aproxima de 253 mil mortes por Covid, com 1.327 em 24 horas
PONTA PORÃ
Adolescente de 17 anos é apreendido por tráfico de drogas

Mais Lidas

POLÍCIA
Identificada vítima fatal de acidente entre carretas
DOURADOS 
Operação desarticula quadrilha especializada em furtos de máquinas agrícolas
PARAGUAI
Quadrilha é presa com 1,4 tonelada de cocaína e até avião na fazenda de Pavão
PERIMETRAL NORTE
Carro é destruído pelo fogo após acidente em Dourados; veja o vídeo