terça, 18 de junho de 2024
Dourados
27ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Autorizada a comercialização da vacina contra Leishmaniose

28 outubro 2004 - 07h37

A primeira vacina produzida no mundo contra a Leishmaniose recebeu autorização do Ministério da Agricultura para ser comercializada no país. A vacina chamada Leishmune foi desenvolvida por pesquisadores brasileiros da Universidade Federal do Rio de Janeiro. O produto de uso veterinário é utilizado nos cães, principais hospedeiros do protozoário que transmiste a doença. A Leishmaniose é conhecida no Brasil desde 1885. A doença ataca principalmente o fígado e o baço, causando anomalias que chegam a provocar deformidades na pessoa infectada. O principal agente transmissor é a fêmea do mosquito Palha, como é conhecida na maior parte do país a espécie Phlebotomo. De acordo com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), a Leishmaniose atacou mais de 44 mil pessoas nos últimos 20 anos. Há algum tempo, estados da região Nordestes e parte do Pará registravam a maior incidência de casos da doença. Nos últimos anos, há registros em pontos das regiões Centro-Oeste - especialmente nas cidades de Unaí e Paracatu, em Minas Gerais - além de Bauru, em São Paulo. Para o presidente do Conselho Federal de Farmácia, Márcio Fonseca, o uso da vacina pode ajudar a erradicar a doença no país. “É um avanço fantástico. Como lido com isso há muitos anos, a grande esperança que eu tinha era ver a vacina para uso humano. Mas já vi a de cães, o que representa um grande passo para a erradicação da doença. Eu tenho a certeza de que nos próximos anos teremos a vacina humana”, aposta. A presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária, Marcia Villa, faz, no entanto, um alerta para a segurança dos animais. Segundo ela, os cães vacinados podem ser confundidos com animais infectados pela doença. "O problema é que os exames de sorologia que existem no momento não conseguem diferenciar os animais doentes dos animais que estão produzindo anticorpos por causa da vacina." Segundo ela, já há discussões para desenvolver testes que consigam reconhecer essa diferença.   

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem é preso depois de invadir casa, sequestrar e abusar de mulher
RIO BRILHANTE

Homem é preso depois de invadir casa, sequestrar e abusar de mulher

Após furtar relógio em loja de acessórios, homem é preso em Dourados
REGIÃO CENTRAL

Após furtar relógio em loja de acessórios, homem é preso em Dourados

BRASIL

Caixa paga Bolsa Família a beneficiários com NIS de final 2

Após cerco, homem que tentou matar mulher a facadas se apresenta à Polícia
NAVIRAÍ

Após cerco, homem que tentou matar mulher a facadas se apresenta à Polícia

Jovem é detido por populares após furtar residência na sitioca Campina Verde
DOURADOS

Jovem é detido por populares após furtar residência na sitioca Campina Verde

SAÚDE E BEM-ESTAR

Como o perfeccionismo pode afetar a Saúde Mental

BR-163

Cão com patas quebradas é resgatado em Dourados; caso é investigado como maus-tratos

LEGISLATIVO DE MS

Proposta que trata cobertura pelo plano de saúde de parto de urgência deve ser votada

LOTERIA

Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 53 milhões nesta terça-feira

INFORME PUBLICITÁRIO

Salgaderia Fast Food agora tem também deliciosas opções de congelados para sua praticidade

Mais Lidas

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

Missão Caiuá é "desclassificada" pela Sesai e deixará de atender saúde indígena em Dourados

INFORME PUBLICITÁRIO

Escola de Dourados conquista o 1° lugar do estado no Enem e a 2ª melhor colocação do Brasil

DOURADOS

Vereadores visitam famílias em situação de vulnerabilidade em ocupações em áreas de risco 

PERIMETRAL NORTE

Casal é detido após bebedeira e maus-tratos contra bebê em Dourados