Menu
Busca segunda, 21 de junho de 2021
(67) 99257-3397

Ator da TV Globo é libertado sob alvará de soltura

01 maio 2006 - 14h42

O ator da TV Globo Charles Paraventi foi libertado por volta da 1 hora desta segunda-feira no Rio de Janeiro, sob alvará de soltura. Não foi necessário pagamento de fiança. Ele estava detido na carceragem Polinter, seção Grajaú. O ator foi preso no sábado, dia 29, por ter sido pego em flagrante com três trouxinhas de maconha. Sua assessora, Yara Pegorel Batista, também foi detida com papelotes de cocaína na entrada da Favela da Rocinha. Charles, que faz o professor Afrânio de "Malhação", teria oferecido R$ 20 mil e mais o carro dele, uma Parati, aos policiais do 23º BPM (Leblon). Ele foi autuado na 15ª DP (Gávea) por porte e uso de entorpecentes e por corrupção ativa, podendo pegar de dois a 12 anos de prisão.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Três pacientes aguardam por leitos de UTI Covid em Dourados
SISTEMA DE SAÚDE
Três pacientes aguardam por leitos de UTI Covid em Dourados
IMUNIZAÇÃO
Brasil recebe lote de vacinas da Pfizer pelo consórcio Covax Facility
ESPORTES
Liga das Nações: Brasil termina 1ª fase com vitória e enfrenta Japão
CULTURA
Exposição com obras de Conceição dos Bugres fica no Masp até janeiro
POLÍTICA
Congresso recebe iluminação verde para incentivar preservação ambiental
PANDEMIA
Brasil registra 17,9 milhões de casos de covid-19 e 501,8 mil mortes
POLÍTICA
Vereadores votam LDO da Capital na terça-feira com projeção de R$ 4,669 bilhões
BRASILEIRO
Ceará domina Inter fora de casa, mas duelo acaba empatado
REGIÃO
Jovem é detido por populares após roubar de cerveja em conveniência
ESPORTES
Judô paralímpico do Brasil vai quatro vezes ao pódio na Inglaterra

Mais Lidas

ASSASSINATO
Investigações apontam que mulher foi atraída para o local do crime por proposta de trabalho
VIVAL DOS IPÊS
Com suspeita de latrocínio, mulher é encontrada morta em Dourados
LAGUNA CARAPÃ
Veículo de mulher morta em Dourados é encontrado
REGIÃO
Preso, motorista de Corolla que matou moto entregador nega "racha"