Menu
Busca domingo, 13 de junho de 2021
(67) 99257-3397

Assomasul alerta prefeitos sobre redução da arrecadação

13 abril 2006 - 08h12

O presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Eraldo Jorge Leite (PL), fez, nesta quarta-feira, um alerta aos prefeitos sobre a iminente queda na arrecadação de tributos em decorrência de uma série de fatores negativos que devem refletir na economia de Mato Grosso do Sul.Eraldo lembrou que há dias, a diretoria da Assomasul, em reunião com o secretário de Receita e Controle, José Ricardo, foi alertada sobre a grave situação econômica por qual passa o Estado e que a tendência era o seu agravamento. Segundo ele, a previsão na queda da arrecadação estadual estaria próxima de 20%, o que ficou confirmado, conforme noticiado nos meios de comunicação do Estado pelo governador Zeca do PT, quando ele anunciou, como conseqüência desses fatores, cortes radicais nos investimentos e paralisação de todas as obras. A crise na economia do Estado, conforme o governador, deve-se a queda brusca na arrecadação tributária por causa de situações como a febre aftosa, queda da exportação de frangos (gripe aviária no exterior), quebra da produção agrícola (safrinha), e problemas do gás boliviano.“Em assim sendo, é sabido que esta postura governamental atingirá, também, as arrecadações municipais, em especial do ICMS, respingando, por conseguinte, nos índices do FIS e do Fundersul, daí a nosso alerta, acrescentou Eraldo, aconselhando os prefeitos que refaçam as metas já definidas para este ano, em especial, decretando os necessários cortes naquilo que for possível e dentro das possibilidades de caixa de seu município. Entre outras medidas a serem tomadas, o presidente da Assomasul sugere o corte de despesas com a manutenção da máquina administrativa, como encerramento do expediente mais cedo (o que já está sendo verificado em certos municípios), mantendo, em dia o pagamento do pessoal e  a prestação dos serviços essenciais à população, tais como: educação, saúde, coleta de lixo e outros indispensáveis.“Mais uma vez, o lado fraco da corda que enfeixa a política econômico-fiscal e, portanto, os que mais sofrerão, serão os municípios, especificamente, os pequenos com baixa arrecadação e que dependem exclusivamente dos repasses constitucionais para as despesas correntes e, dos repasses voluntários - que já são minguados- para investimentos”,  lamentou. Apesar da crise, Eraldo alega que confia nos produtores do Estado, sobretudo na agroindústria, como mola-mestra da economia, portanto, prevê que a classe “saberá  suportar mais este revés, e virar o jogo para os próximos anos”.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Historiadora traça paralelo entre a gripe espanhola e a pandemia de Covid-19 em evento do STF
BRASIL
Historiadora traça paralelo entre a gripe espanhola e a pandemia de Covid-19 em evento do STF
Covid-19: projeto oferece apoio psicológico online para superar o luto
BRASIL
Covid-19: projeto oferece apoio psicológico online para superar o luto
Olimpíada: Fernando Reis e Jaqueline Ferreira se classificam
ESPORTE
Olimpíada: Fernando Reis e Jaqueline Ferreira se classificam
Prova de vida pode ser feita sem sair de casa
BRASIL
Prova de vida pode ser feita sem sair de casa
Defron desarticula entreposto de cocaína no Campo Dourado
DOURADOS
Defron desarticula entreposto de cocaína no Campo Dourado
MS
Cargas de 164 m³ de carvão ilegal motivam multa de R$ 49,2 mil em empresa carvoeira
CONSCIENTIZAÇÃO
Cardiopatia congênita: diagnóstico precoce é essencial para tratamento
CAPITAL
Condutor de BMW que causou acidente vai a júri por vitimar motociclista
BRASIL
STF julga inconstitucional regra que veda créditos de PIS/Cofins na aquisição de recicláveis
MS
TRT define regime de teletrabalho a partir de segunda-feira

Mais Lidas

FLEXIBILIZAÇÃO
Decreto que libera atividades comerciais a partir de domingo é publicado
EMOCIONATE
VIDEO: Recuperada da Covid-19, douradense é recebida pela mãe em Rondônia
LOCKDOWN
Decreto flexibiliza atendimento via delivery no Dia dos Namorados em Dourados
LOCKDOWN
Fiscalização encontra funcionários dentro de filial das Casas Bahia em Dourados