Menu
Busca quinta, 15 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Assassino de Oficial de Justiça é condenado a 24 anos

13 maio 2005 - 12h41

A Juíza de Direito da 1ª Vara Criminal de Dourados, Dileta Terezinha Souza Thomaz, condenou na tarde de ontem, o réu Flávio Rodrigues Aredes Araújo, vulgo "Nego Ado" a pena de  24 anos de prisão em regime integralmente fechado pela prática do crime de latrocínio -roubo seguido de morte-, crime este ocorrido na data de 27 de março de 2003, na Rua Cláudio Goelzer, n. 235, no Parque Alvorada, na cidade de Dourados.O hediondo crime alcançou grande repercussão e abalou a sociedade douradense. Na ocasião dos fatos, por volta das 20h30min, "Nego Ado", em companhia de seu comparsa Vanderson Rodrigues Verão, vulgo "Veio" (ainda foragido) e o adolescente C.A.S., previamente combinados, de armas em punho e usando capuzes, invadiram a residência do Oficial de Justiça e vítima Leonardo Iácia, 28, anunciando o assalto e, no transcorrer dos acontecimentos acabaram por efetuar diversos disparos de arma de fogo, a "queima-roupa" , contra o Oficial de Justiça que faleceu dentro de sua própria residência. O crime foi presenciado por sua esposa, Rosiney Tomé das Chagas Iácia, então, grávida de oito meses.Na fuga, "Nego Ada", ainda, praticou o crime de roubo contra a vítima Everton Islaird Alves, subtraindo desta uma bicicleta.Após cometer o crime, "Nego Ado"  desapareceu de Dourados, indo morar em Ponta Porã, resultando preso na cidade de Amambai/MS no mês de março de 2004 em razão de prisão em flagrante por crime roubo mediante emprego de arma de fogo e manutenção da vítima em seu poder, constrição de sua liberdade, cujo processo ainda responde. Por ocasião de sua prisão naquela cidade, "Ada" apresentou nome falso na intenção de escapar da ação da Justiça.Depois disso, o réu foi transferido para PHAC de Dourados, por força do mandado de prisão preventiva decretada pela Juíza Dileta Terezinha da 1ª Vara Criminal de Dourados, onde se encontra preso.Na sentença, a Juíza considerou "Ado" como sendo de alta periculosidade e que não está pronto para viver às soltas em meio à sociedade. Recomendou-o na prisão em que se encontra e negou-lhe o direito de recorrer em liberdade.A pena poderia ainda ter sido maior já que a Juíza não acatou a pretensão do Ministério Público em condená-lo quanto ao crime de corrupção do menor C. A.S., que teve participação no crime, por entender ela que não houve no processo prova de tal corrupção.Na data do crime Flávio Aredes tinha penas 18 anos de idade, como foi preso em março de 2004 e, terá de cumprir a pena de 24 anos em regime fechado, somente deverá sair da cadeia quando estiver com 44 anos de idade.O adolescente C.A.S. se encontra internado na UNEI e o outro acusado Vanderson Rodrigues Verão ainda está foragido, com mandado de prisão preventiva decretado, podendo ser preso a qualquer momento.Dileta Terezinha Souza Thomaz, a Juíza de Direito que condenou Flávio Rodrigues, ao iniciar sua sentença citou o pensamento de Gibran Khalil Gibran "Os lobos devoram as ovelhas na escuridão da noite. Mas os vestígios do seu sangue permanecem até que chegue a aurora e se levante o sol".

Deixe seu Comentário

Leia Também

Assassino de professora morte a pauladas continua desaparecido
SIDROLÂNDIA
Assassino de professora morte a pauladas continua desaparecido
POLÍTICA
Senado Federal aprova projeto que permite inclusão de jornalistas como MEI
Motorista tenta desviar de cão, bate em árvore e carro fica 'pendurado' sobre córrego
Motorista tenta desviar de cão, bate em árvore e carro fica 'pendurado' sobre córrego
COLAPSO NA SAÚDE
MPF processa Eduardo Pazuello e secretário do Amazonas por crise do oxigênio
Padrasto é condenado a pagar R$ 40 mil por estuprar criança com deficiência
BRASIL
Trabalhador terá dez dias para contestar auxílio emergencial negado
RIO VERDE
Polícia divulga foto e busca homem que matou atual da ex e deixou bebê ferido
LAVA JATO
STF decide que cabe ao plenário analisar anulação das condenações de Lula
MEIO AMBIENTE
Pecuarista é multado em R$ 19 mil por erosões causadas por turbidez na água
POLÍTICA
Prefeitura de Dourados disponibiliza equipe para atender CPI da Covid

Mais Lidas

RIO BRILHANTE
Soldado da Polícia Militar é encontrado morto no interior de residência
CASA PRÓPRIA
Prefeitura abre recadastramento habitacional em Dourados
DOURADOS
Homem encontrado morto pode ter envolvimento em esquema de agiotagem internacional
DOURADOS
Polícia prende suspeito de tentar matar homem a tiros no Parque do Lago II