Menu
Busca terça, 26 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
EDITORIAL

As águas de março, fevereiro, janeiro...

03 março 2016 - 06h15

As chuvas de verão, comuns no fim e início de cada ano teimam em não parar. As famosas ‘pancadas’ de 10, 15 minutos seguidas por um escaldante sol, corriqueiras nessa época, deram lugar agora a pesados temporais que por onde passam, levam destruição e transtornos aos moradores de diversos municípios de Mato Grosso do Sul.

A quantia dessas precipitações são tanta, que mais da metade das cidades do Estado tiveram decretada situação de emergência.

O fator se complica ainda mais quando tudo parece se acalmar, porém, dias depois, ao início da reconstrução, a força das águas acabam destruindo praticamente tudo novamente.

Casos recentes ocorrem em Amambai, Naviraí, Fátima do Sul e Campo Grande, para não se estender muito. Após a população dessas cidades sofrerem com os estragos do passado e buscarem um novo início, voltaram praticamente a estaca zero com os constantes derrames de água.

Já em Dourados, após moradores de alguns bairros passarem pelo transtorno, agora são indígenas que sofrem com a falta de drenagem na MS-156 e após as torrenciais chuvas, passaram também a conviver com o problema de alagamentos.

Pelo menos 15 famílias estão abrigadas nas casas de parentes após perderem tudo.

Na vizinha Fátima do Sul, por exemplo, os moradores da Vila dos Navegantes, próximo ao Rio Dourados, vem sofrendo com a cheia do mesmo. No final do ano passado, dezenas de famílias daquela região da cidade precisaram ser retiradas de suas casas e, 60 dias depois, voltaram a sofrer com as chuvas.

Porém, apesar do maior causador desses transtornos ser o clima, o mau planejamento por parte de agentes políticos no passado também auxilia para que essas pessoas sofram com maior frequência a cada vez que o céu ‘escurece’ e as nuvens carregadas começam a rondar as regiões onde moram.

Mas, como nem tudo dura para sempre, resta-nos torcer para que ‘São Pedro’ olhe pelo nosso Estado e dê uma trégua nas chuvas e que a partir de agora, tudo seja planejado da melhor maneira possível.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Empresária leva prejuízo de R$ 7 mil ao ter loja arrombada por ladrões em bairro
DOURADOS
Empresária leva prejuízo de R$ 7 mil ao ter loja arrombada por ladrões em bairro
SERRARAM GRADE
Quatro presos fogem da Máxima da capital durante a madrugada
MATO GROSSO DO SUL
Suspenso atendimento presencial na Regional de Dourados da PGE
Ação conjunta atua no resgate de famílias atingidas por enchentes em MS
PMA E DEFESA CIVIL
Ação conjunta atua no resgate de famílias atingidas por enchentes em MS
Deputado condena fura-filas e pede altruísmo das pessoas sobre prioridade na vacinação
IMUNIZAÇÃO
Deputado condena fura-filas e pede altruísmo das pessoas sobre prioridade na vacinação
MATO GROSSO DO SUL
Corrêa assume o comando do estado após ato na sede da Governadoria
STF
Ministro nega seguimento a HC de condenado pelo homicídio de Mércia Nakashima
BRASIL
Insumos para a CoronaVac devem chegar até o dia 3 de fevereiro
DOURADOS 
Moradora em distrito perde R$ 3,2 mil após ter folha de cheque furtada
BRASIL
MEC institui plataforma virtual para avaliar planos de educação

Mais Lidas

DOURADOS
Motorista envolvido em acidente fatal relata bebida ao depor e é liberado 
ACIDENTES
Trânsito de Dourados faz terceira vítima fatal no ano, todas motociclistas
CRIME
Vizinhança flagra suspeito pulando muro e evita furto em Dourados
BR-276
Carreta com quase dez toneladas de maconha é apreendida em Dourados