Menu
Busca quinta, 13 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Aruanã: Juíza diz que fazenda não será desocupada amanhã

01 setembro 2004 - 20h47

As 350 famílias que ocupam a Fazenda Aruanã não devem se retirar amanhã da propriedade, conforme o prazo estipulado pela Justiça de Mato Grosso do Sul. A informação é da juíza da Comarca de Bonito, Luciane Buriasco que recebeu hoje dois ofícios pedindo o aumento no prazo estipulado para a reintegração da fazenda. Os documentos foram enviados pelo Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), que pede de 10 a 12 dias para a desocupação e pelo MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra) que pede 45 dias.  O Incra aponta que ainda não tem um novo local para alojar as famílias e o MST, que representa as famílias invasoras, solicita um prazo maior para que seja encontrado um local definitivo, para que as pessoas que estão há mais de um ano na fazenda não fiquem na beira da estrada. A juíza disse que amanhã entrará em contato com a Associação das Famílias pela Unificação e Paz Mundial, seita liderada pelo reverendo Moon, proprietária da fazenda, pedindo a posição dos proprietários. “Mas não terão o que revidar, a prorrogação do prazo terá mesmo que acontecer”, finalizou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASILÂNDIA
Jovem de 23 anos destrói recepção de hospital durante surto
BRASÍLIA
Secretário Mario Frias é submetido a cateterismo de emergência
TRÊS LAGOAS
Homem que matou cantor a tiros em tabacaria é condenado a 46 anos
BRASIL
Câmara aprova projeto que pode restringir atuação da oposição
Homem contrai dívida de R$ 32 mil ao fazer portabilidade de empréstimo
BENEFÍCIO
Cultura prorroga prazo para entrega de documentação do FIC
POLÍCIA
Condutor de lancha envolvida em acidente com morte presta depoimento
EDUCAÇÃO
Metas do Inep para o ano não incluem aplicação do Enem 2021
IVINHEMA
Três dias depois de ser envenenada pela mãe, criança recebe alta
FERIADO
Comarca de Angélica não terá expediente amanhã e sexta-feira

Mais Lidas

INDÁPOLIS
'Frio' e com roupa ainda suja de sangue, assassino de tio não mostrou arrependimento ao ser preso
PANDEMIA
Novo decreto mantém toque de recolher às 21h e autoriza abertura de cinema em Dourados
DOURADOS
Descontrolado, pastor xinga policiais por ser orientado a diminuir som de igreja
CLIMA
Inmet alerta Dourados para perigo de chuvas intensas e declínio de temperatura