Menu
Busca quarta, 01 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Arcanjo é condenado a mais 37 anos e a mulher dele a 25 anos

17 dezembro 2003 - 13h56

O bicheiro João Arcanjo Ribeiro foi condenado a mais 37 anos de prisão, que somados à condenação anterior por porte ilegal de arma totalizam 44 anos. O juiz federal Julier Sebastião da Silva anunciou agora pela manhã a sentença do Processo 2003.36.00.008505-4, da 1ª Vara Federal, cuja denúncia foi protocolada em abril deste ano pelo MPF (Ministério Público Federal), através dos Procuradores da República José Pedro Taques, João Gilberto Gonçalves Filho e Daniel de Resende Salgado.O Processo trata de Crime contra o Sistema Financeiro Nacional, Crime de Lavagem de Dinheiro e Crime de Formação de Organização Criminosa. Além de João Arcanjo Ribeiro, a esposa dele, Silvia Chirata Arcanjo Ribeiro, foi condenada a 25 anos de reclusão, enquanto Luiz Alberto Dondo Gonçalves, o contador de Arcanjo, foi condenado a mais 26 anos de prisão - esta é a segunda condenação de Dondo, que já recebeu pena de 9 anos em processo anterior. Foram condenados ainda Davi Stavanovick de Souza Bertoldi - genro de Dondo, que atuava na Confiança Factoring; Adolfo Oscar Oliverto Sesini - que está preso no Uruguai desde abril deste ano, a 13 anos; Edson Marques de Freitas, 3 anos e Nilson Roberto Teixeira, o gerente das factorings de Arcanjo, que pegou 14 anos de prisão. Em sua sentença, o juiz Julier Sebastião sustenta que no caso da condenação de Arcanjo "é incabível a suspensão condicional da pena ou a sua substituição". Arcanjo deve cumprir a pena em regime fechado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS
Rapaz é preso quando tentava arremessar maconha para dentro de presídio
AJUDA FINANCEIRA
Dinheiro do governo permitirá que pessoas mantenham isolamento, diz Guedes
CAMPO GRANDE
Banco deve declarar inexistente fraude no cartão de R$ 61 mil
COVID-19
Saúde prepara protocolo sobre uso de máscaras por pessoas sem sintomas
PANTANAL
Mulher e criança feridas ao cair de charrete são resgatadas em aeronave
JUDICIÁRIO
CNJ e Ministério da Saúde autorizam enterros e cremações sem atestado de óbito
TACURU
Paranaense é multado em R$ 7,5 mil por incêndio em madeira e galhadas
JUSTIÇA
Falha no conserto de veículo segurado gera indenização a consumidor
PARANAÍBA
Jovem de 20 anos é preso com R$ 190 em cédulas falsas de dinheiro
EDITORIAL
Jornal britânico 'The Guardian' diz que Bolsonaro é 'perigo para brasileiros'

Mais Lidas

REGIÃO
Ex-assessor de Mandetta é encontrado morto em apartamento na Capital
COVID-19
Primeiro óbito por coronavírus do Estado é registrado em Dourados
DOURADOS
Homem leva surra de populares e é detido por furtar dois veículos em Dourados
COVID-19
MS tem oito confirmações de coronavírus em 24h e suspeitos chegam a 51