Menu
Busca quarta, 14 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Árabes e sul-americanos negociarão livre comércio

09 maio 2005 - 09h35

Funcionários dos países árabes e da América do Sul ratificaram neste domingo a parte econômica de uma cúpula que pretende ser um primeiro passo para abrir novas fronteiras comerciais, segundo porta-vozes oficiais. Nesta primeira cúpula, que reúne 34 países em Brasília e que na terça-feira e quarta-feira colocará juntos chefes de estado e de governo, além de ministros de Relações Exteriores, será assinada uma declaração formal que apresentará o interesse comercial comum. Os países do Mercosul e do Conselho de Cooperação do Golfo (Arábia Saudita, Barein, Qatar, Emirados Árabes Unidos, Kuwait e Omã) assinarão um acordo que estabelecerá as bases para um tratado de livre comércio. Segundo o diretor de Promoção Comercial da Chancelaria brasileira, Mario Vilalva, os negócios são o ponto central deste encontro. No entanto, segundo os observadores, a vertente política poderá ocupar mais espaço que a comercial na Cúpula. Segundo Vilalva, nos próximos meses começarão a ser negociados acordos comerciais para reduzir os impostos de tarifas da alfândega de um universo de produtos ainda não determinados. "Nosso interesse é expandir o comércio até entre 14 e 15 bilhões de dólares em dois anos", disse Vilalva. Essa é só uma das metas. A outra é atrair capitais árabes ansiosos por novos parceiros e para investir em infra-estrutura, turismo e energia na América do Sul, acrescentou. Para o embaixador do Kuwait no Brasil, Hamood Youssef Al-Roudhan, trata-se de consolidar "a tendência de intercâmbio comercial entre ambas organizações". Até agora, dentro do Mercosul esse comércio crescente é liderado amplamente pelo Brasil, que tem um intercâmbio superior a 8 bilhões de dólares com a Liga Árabe. O acordo previsto estabelecerá as bases para um tratado de livre comércio que, para as autoridades do Brasil, representa "a abertura de um novo espaço de intercâmbio". O Mercosul mantém duras negociações similares em diferente grau de avanço com Índia, África do Sul, Coréia do Sul, Egito e Marrocos. Segundo disseram fontes diplomáticas egípcias, o Egito tentará avançar ao máximo na negociação final do acordo durante a cúpula de Brasília. Embaixadores e vice-ministros de Relações Exteriores completaram hoje as linhas finais do documento de 13 pontos que deverá ser ratificado na segunda-feira em reunião de chanceleres dos 34 países representados nesta Cúpula, que reúne pela primeira vez dois blocos totalmente díspares, mas com objetivos comerciais e energéticos comuns. "Obviamente o comércio e o investimento são aspectos prioritários tanto para nós como para os árabes, que buscam novos parceiros para negócios", afirmou Vilalva. "Não se trata de um simples encontro para comprar e vender, mas do início de uma nova relação de contatos para que possamos conhecer-nos um pouco mais", disse o funcionário brasileiro. Amanhã acontecerá um inédito encontro empresarial, que deverá reunir cerca de 500 homens de negócios de ambos os lados e no qual serão discutidos os marcos legais para os negócios em cada bloco, a integração da infra-estrutura na América do sul e os fluxos comerciais.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

APROVADO
CCJR admite projeto que reconhece exercício físico como atividade essencial em MS
Polícia recupera veículo roubado e apreende 270 quilos de maconha
BR-463
Polícia recupera veículo roubado e apreende 270 quilos de maconha
Dourados confirma mais 107 casos de coronavírus e dois óbitos
PANDEMIA
Dourados confirma mais 107 casos de coronavírus e dois óbitos
Residência na Balbina de Matos é alvo de assaltantes
DOURADOS
Residência na Balbina de Matos é alvo de assaltantes
Jovem estaciona na frente da casa onde mora e tem moto furtada
DOURADOS
Jovem estaciona na frente da casa onde mora e tem moto furtada
LEGISLATIVO
Deputado Marçal apresenta projeto de apoio fiscal a bares e restaurantes durante a pandemia
BR-463
Trailer é invadido e produtos são furtados na saída para Ponta Porã
PANDEMIA
Quase metade das mortes por doença em março no MS foram em decorrência da Covid
PANDEMIA
Senadora de MS testa positivo para a Covid-19
DOURADOS
Educação licitou 24,6 mil kits de alimentação escolar para famílias carentes

Mais Lidas

RIO BRILHANTE
Soldado da Polícia Militar é encontrado morto no interior de residência
IZIDRO PEDROSO
Estado doará terrenos e busca parceria para construir casas populares em Dourados
DOURADOS
Homem encontrado morto pode ter envolvimento em esquema de agiotagem internacional
CASA PRÓPRIA
Prefeitura abre recadastramento habitacional em Dourados