Menu
Busca sexta, 22 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397

Aprovação da Tributária demonstra força do PT, diz Biffi

18 setembro 2003 - 09h32

Para o Deputado Federal, Antônio Carlos Biffi, a votação da Reforma Tributária em primeiro turno demonstrou mais uma vez a força do governo e do PT que apesar da oposição do PFL, perdeu apenas uma emenda do texto da PEC 41/03 que diz respeito à taxação das fortunas. O resultado mereceu elogios ontem do presidente da Câmara João Paulo Cunha que declarou que houve muito esforço dos parlamentares da Casa. “Conseguimos fazer em oito meses o que não fizeram em dez anos”, enaltece Biffi, coordenador da bancada de Mato Grosso do Sul.Na próxima quarta-feira a Reforma deverá ser votada em segundo turno para em seguida ser encaminhada ao Senado. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADE
Últimos dias para inscrições em qualificação profissional do IFMS
SEGURANÇA PÚBLICA
Senasp vai à fronteira conhecer trabalho das forças de segurança do Estado
Homem é preso por transporte ilegal de agrotóxicos
REGIÃO
Homem é preso por transporte ilegal de agrotóxicos
Dourados supera 210 mm e previsão é de mais chuva neste final de semana
CLIMA
Dourados supera 210 mm e previsão é de mais chuva neste final de semana
DECISÃO
Mulher que recebeu equipamentos de segurança usados será ressarcida
CENTRO
Primeiro acidente de trânsito com vítima fatal é registrado em Dourados
IMUNIZAÇÃO
Profissionais do Hospital Regional de Ponta Porã recebem primeira dose da vacina 
DOURADOS
Fios de energia elétrica são furtados em construção no residencial Bonanza
MERCADO DE TRABALHO
Associação anuncia expansão e geração de empregos em Dourados
JUSTIÇA
Desembargador é condenado a indenizar guarda por ofensas em Santos

Mais Lidas

DOURADOS
Segundo corpo encontrado às margens da BR-163 é identificado
VIAGEM SANTA
PF deflagra operação contra tráfico de drogas em empresas de turismo religioso de Dourados
DOURADOS
Um dos corpos encontrados às margens da BR-163 foi quase decapitado
DOURADOS
Alvo da PF, empresário foi preso com armas e fortuna ao sofrer atentado em 2019