Menu
Busca terça, 13 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Após redução do estômago, 64% voltam a ser obesos

17 julho 2005 - 10h32

A telefonista Marta Aparecida Pereira, 45 anos, precisava emagrecer. Aos 35 anos, com 1,70 m, pesava 180 kg. Tinha dificuldades para andar e estava com sérios problemas de pressão. Fez a cirurgia de redução de estômago em 1996 com a esperança de chegar ao peso ideal. Além de a cirurgia não ter tido o efeito necessário, Marta passou a sofrer com vários reflexos pós-cirúrgicos.Em primeiro lugar, Marta não atingiu o peso ideal e continua obesa. Hoje, pesa 120 kg. Também desenvolveu osteoporose nos joelhos, teve queda de cabelo e seus dentes começaram a quebrar e a apresentar cáries.Ela é apenas um exemplo de um universo de pacientes que desenvolvem distúrbios ainda pouco explicados depois da cirurgia. Um levantamento feito pelo Hospital das Clínicas de São Paulo, com pessoas que reduziram o estômago há mais de cinco anos, revelou alguns reflexos que estão preocupando os especialistas.De acordo com o cirurgião Bruno Zilberstein, chefe do setor de Obesidade Mórbida do HC, um grupo de 53 pessoas que fez a cirurgia há mais de cinco anos foi estudado. Desse número, 64,15% voltaram a ser obesos, com IMC (índice de massa corpórea) superior a 40, e 13% voltaram a apresentar obesidade mórbida.Após a cirurgia, espera-se que o paciente emagreça a quantidade almejada e volte a engordar, no máximo, dez quilos. Somente 7,84% deles mantiveram o peso.Houve casos de pessoas que se endividaram comprando coisas sem necessidade porque não conseguiam mais comer e 18% se envolveram com álcool. "Eles passaram a aproveitar o benefício social do emagrecimento e começaram a beber excessivamente", diz a psicóloga Marlene Monteiro.Segundo a dentista do HC Vera Lúcia Kogler, 80% estavam com os dentes quebradiços e 60% se queixaram do aumento no número de cáries. "Acreditamos que haja uma descalcificação dos dentes porque o paciente deixa de ingerir alimentos fundamentais."A queda de cabelo, constatada em alguns casos, também tem relação com a alimentação inadequada. Pelo menos 120 mulheres operadas procuraram o Instituto do Cabelo, em São Paulo."Como há pouca absorção de nutrientes fundamentais para o folículo capilar, por exemplo, a vitamina B, as células capilares não se multiplicam de maneira saudável e o cabelo pára de nascer", explica o geneticista e tricologista (especialista em cabelos) Luciano Barsanti.O cirurgião Nilton Kawahara, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica, afirmou que, apesar de a amostragem ser restrita, os números preocupam.As conseqüências pós-cirúrgicas esperadas, segundo ele, seriam alguns casos de anemia, osteoporose e enfraquecimento das unhas. "Geralmente, os pacientes não fazem o acompanhamento correto depois da operação. Acham que só a cirurgia basta. Por isso estamos buscando alternativas para corrigir esses problemas e tratar essas pessoas."

Deixe seu Comentário

Leia Também

PM prende dois homens após furto em comércio
POLÍCIA
PM prende dois homens após furto em comércio
Câmara: relator apresenta nova proposta para Código de Processo Penal
BRASIL
Câmara: relator apresenta nova proposta para Código de Processo Penal
Servidor da UFGD 'vira' assessor de vereador e terá que devolver mais de R$ 11 mil à Câmara
NO PARANÁ
Servidor da UFGD 'vira' assessor de vereador e terá que devolver mais de R$ 11 mil à Câmara
Inflação acelera para todas as faixas de renda em março, diz Ipea
ECONOMIA
Inflação acelera para todas as faixas de renda em março, diz Ipea
Conmebol recebe 50 mil doses da CoronaVac para vacinar jogadores
ESPORTES
Conmebol recebe 50 mil doses da CoronaVac para vacinar jogadores
BRASIL
Oposicionistas apoiam decisão de Rosa Weber de suspender partes de decretos sobre armas
IMUNIZAÇÃO
"Vacinação de grupos indígenas é motivo de comemoração", afirma deputado Neno Razuk
UEMS
Cursos EaD abrem vagas para portadores de diploma
LUTO
Morre no Rio o jornalista Aloy Jupiara
PANDEMIA
Coronavírus mata cinco pessoas e Dourados tem mais de 100 novos casos

Mais Lidas

ITAPORÃ
Jovem morta com tiros de escopeta tinha passagem por tráfico de drogas
IZIDRO PEDROSO
Estado doará terrenos e busca parceria para construir casas populares em Dourados
DOURADOS
Homem foi baleado com cinco tiros no Parque do Lago II
DOURADOS
Homem sofre tentativa de homicídio na região do Parque do Lago II