Menu
Busca terça, 18 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Após causar danos, "Ivan" se afasta do Haiti

10 setembro 2004 - 18h40

O olho do furacão "Ivan" se afasta do Haiti, após destruir 20 casas e causar estragos em algumas estradas e portos do sudeste do país. Embora não tenham sido registradas vítimas fatais, o Centro Meteorológico Nacional informou hoje, sexta-feira, que "Ivan" ainda representa uma ameaça para as costas sul e sudoeste haitianas, e lembrou que estas regiões são suscetíveis a novas tempestades. Na região de Jacmel, no sudeste, aproximadamente 20 casas ficaram destruídas e muitos dos navios ancorados em seu porto turístico e nos das localidades de Belle Anse e Marigot foram despedaçados pelo ciclone. Algumas estradas secundárias da zona ficaram intransitáveis por causa das fortes ondas, segundo Gabriel Jean Leger, do Conselho Técnico de Defesa Civil do Sudeste. De acordo com o chefe de comunicação da Cruz Vermelha, Pericles Beaugé, 300 pessoas foram assistidas nos abrigos de Jacmel e 700 em Cayes. Na região de Aquin, houve inundações e mais de 300 pessoas foram evacuadas para dez abrigos da área, enquanto em grande parte do país não há água potável. O olho de "Iván" estava às 21.00 GMT (18.00 no horário de Brasília) de hoje perto da latitude 17 graus norte e longitude 76,2 graus oeste, a 130 quilômetros do sul-sudeste de Kingston, Jamaica. O furacão se deslocava para o oeste-noroeste a 20 quilômetros por hora e com esta translação o olho do furacão ficaria sobre a Jamaica na noite de hoje ou no sábado de manhã. O Centro Nacional de Furacões (CNH), com sede em Miami, prognosticou que depois o centro de "Iván" pode ir para as Ilhas Cayman na noite do sábado e depois ao oeste de Cuba, próximo de Havana, no domingo à noite. Um aviso de furacão foi emitido na Jamaica e nas Ilhas Cayman; uma vigilância de ciclone e um aviso de tempestade tropical seguem em vigor na fronteira do Haiti com a República Dominicana. Os cubanos estão sob vigilância de furacão, incluindo a Ilha da Juventude, e há um aviso de tempestade tropical para a costa sul do leste de Cuba, desde Cabo Cruz até Santiago. "Todas as pessoas no centro e oeste do Caribe devem observar atentamente o desenvolvimento do furacão Iván", advertiu o CNH. Os ventos de "Iván" caíram para 220 quilômetros por hora, mas continua sendo um perigoso furacão categoria quatro na escala de intensidade Saffir-Simpson, que vai até cinco. Seus ventos com força de furacão se estendiam a 95 quilômetros desde seu centro e os de força de tempestade tropical a 280 quilômetros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CHAPADÃO DO SUL
Motorista tem perna esquerda estilhaçada em explosão de compressor de ar
IstoÉ
Michelle Bolsonaro perde processo e terá de pagar indenização de R$ 15 mil
CAPITAL
Preso, rapaz diz que espancou idoso por ele 'mexer' com sobrinho de 1 ano
UEMS
Mestrado em Educação Científica e Matemática prorroga inscrições até junho
CORUMBÁ
Após assaltar papelaria, ladrão tenta fugir para mata e invade residência
SAÚDE
Diretora do Conselho de Farmácia alerta para uso irracional de medicamentos
Polícia do Paraguai apreende cocaína escondida em chifre ornamental
GOVERNO BOLSONARO
Ocupação irregular na Amazônia cresceu 56% em dois anos, diz instituto
ANTÔNIO JOÃO
Homem é preso por tentar matar adolescente de 17 anos a tiros
REGIÃO
Inscrições para processo seletivo de estágio em Angélica são prorrogadas

Mais Lidas

CAMPO GRANDE
Após discussão, jovem bate veículo em poste e namorada que estava no capô morre
POLÍCIA
'Apaixonado', rapaz furta objetos na PED para ser preso e reencontrar marido
FEMINICÍDIO
Mulher baleada na cabeça pelo ex-marido morre no hospital
REGIÃO
Mulher mata o marido a facadas após discussão em MS