Menu
Busca quarta, 03 de março de 2021
(67) 99257-3397

Apenas dois em cada dez adultos possuem gengivas sadias

05 agosto 2009 - 10h06


Apenas dois em cada dez adultos possuem gengivas sadias, segundo dados do Ministério da Saúde. Entre os idosos, a taxa é de apenas 10%. Embora seja difícil para um leigo associar uma coisa e outra, inflamações na boca podem levar a doenças cardiovasculares como infarto e derrame, como confirma um novo estudo feito no Brasil.

A doença periodontal é uma infecção, causada por bactérias, que afeta os tecidos que rodeiam os dentes. 0 sinal mais característico é o sangramento frequente. O problema tem sido associado a diversas doenças, como diabetes, infecções pulmonares e até partos prematuros.

O novo estudo, feito por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e Universidade Estadual Paulista (Unesp), vinculados ao Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Fluidos Complexos, mostrou que pacientes com a doença nas gengivas têm níveis até quatro vezes mais altos de triglicérides (gordura) no sangue. Além disso, têm níveis mais baixos de HDL, o "bom colesterol".

O professor Antônio Martins Figueiredo Neto, do Instituto de Física da USP, um dos autores, explica que a doença periodontal leva o sistema imunológico a lutar contra as bactérias, mas o organismo acaba atacando o que não deve também. O processo gera o que os cientistas chamam de LDL (ou "mau colesterol") modificado, o verdadeiro vilão da saúde cardiovascular. 
Se o LDL estiver íntegro, afirma o pesquisador, ele é metabolizado no fígado e levado pelo HDL para ser excretado. Ou seja, a pessoa não precisa de remédios para baixar o colesterol. "Mas o LDL modificado não participa do metabolismo e fica depositado na parede das artérias", diz. O resultado é a aterosclerose, o acúmulo de placas de gordura que pode causar infartos e derrames.  
O estudo contou com uma nova técnica, chamada de Varredura-Z, para a dosagem da quantidade de LDL modificada no plasma. "Os resultados revelaram que pacientes com periodontite são portadores de um maior número de LDL modificadas quando comparados com os pacientes controle".  
A análise foi feita em 40 pacientes com periodontite crônica, monitorados ao longo de um ano. Após tratarem a doença, a concentração de LDL modificada caiu significativamente, mostrando que a saúde bucal tem uma importância maior para a saúde do que simplesmente conservar o sorriso.

document.getElementById('noticia_corpo').style.fontSize = '13px'

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem sobe em torre e exige falar com presidente dos Estados Unidos
FRONTEIRA
Homem sobe em torre e exige falar com presidente dos Estados Unidos
PIOR MOMENTO
Brasil perde novas 1.840 vidas em mais um dia de escalada na pandemia
MARACAJU
Amigos discutem por troco de bebida alcoólica e se cortam com garrafadas
LENDA
Morre aos 91 anos na Capital o ex-comandante do DOF, Adib Massad
Reincidente, médico preso bêbado foi liberado após pagar fiança
CAPITAL
Reincidente, médico preso bêbado foi liberado após pagar fiança
EMPREGO
UEMS convoca novos técnicos aprovados em concurso para posse
CAMPO GRANDE
Polícia fecha 'boca de fumo' e prende homem com quase 60 porções de maconha
PANDEMIA
Coronel do Exército que comandou 28º B Log em Dourados morre vítima da Covid
NOVA LIMA
Descoberta de "granada" fecha unidade de saúde e área é isolada
SAÚDE
MS registra o primeiro caso de Zika Vírus de 2021

Mais Lidas

PRÓXIMO AO TRANSBORDO
Nova 'cracolândia': comerciantes relatam medo e ameaças no centro de Dourados
DOURADOS 
Preso após agredir esposa, homem é investigado por engravidar a própria filha adolescente
TRAGÉDIA
Douradense que morreu em acidente no interior de SP tinha 58 anos
TRÂNSITO
Colisão entre motos deixa entregador de gás ferido em Dourados