Menu
Busca segunda, 17 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Anvisa e AMB assinam convênio para registrar queixas

14 setembro 2004 - 15h53

 A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a Associação Médica Brasileira (AMB) assinaram hoje um convênio para aumentar a qualidade e a segurança dos produtos de saúde de uso ambulatorial e hospitalar. O Termo de Cooperação Técnica e Científica prevê a criação de um banco de dados no qual os médicos registrarão queixas e as reações adversas relacionadas a produtos e medicamentos. Segundo o diretor-presidente da Anvisa, Cláudio Maierovitch, a parceria ampliará o intercâmbio entre a agência e as 52 sociedades especializadas filiadas à AMB, que reúne 99 mil médicos .“Com o convênio, a AMB e a Anvisa trabalharão mais próximas e com condições para detectar possíveis problemas e investigar suas causas, podendo até suspender a comercialização do produto”. Os dados serão utilizados ainda para a análise de produtos novos, revalidação e avaliação de procedimentos e novas tecnologias em saúde. Maierovitch destacou que os médicos têm mostrado cada vez mais consciência de que o seu trabalho não termina no consultório. Para ele, os médicos passam a se enxergar como responsáveis por um sistema de saúde de mais qualidade e de custos mais baixos. “Nós contamos com um engajamento cada vez maior dos profissionais e especialmente com o trabalho que a sociedade médica tem feito, para levar essa consciência cada vez maior aos profissionais para participar desse sistema”. O presidente da AMB, Eleuses Paiva, explicou que a principal meta é detectar o problema antes de chegar a uma situação crítica, como aconteceu com o medicamento usado em exames de contraste, o Celobar, que causou a morte de dezesseis pessoas. “Quem está no dia-a-dia, utilizando determinado tipo de medicamento, contraste ou diagnóstico, tem muito mais claras as respostas e contra-indicações. Normalmente, para um problema chegar à Anvisa, precisa ter uma população que já tenha sofrido algum tipo de problema com o medicamento. É isso que queremos evitar”.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Trio que furtava gado e baterias é preso com arma e R$ 21 mil
MC Kevin morre após cair do 11º andar de hotel no Rio de Janeiro
ACIDENTE
MC Kevin morre após cair do 11º andar de hotel no Rio de Janeiro
EMPREGO
Funtrab está com mais de mil vagas disponíveis; 186 em Dourados
Passageira ataca motorista de aplicativo com arma de choque após briga
TEMPO
Segunda-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
OCUPAÇÃO MÁXIMA
Dourados tem 35 pacientes com Covid-19 na espera por vaga pública de UTI
ECONOMIA
Abono salarial do PIS-PASEP de até R$ 1,1 mil tem calendário unificado
EDUCAÇÃO
Projeto 'Astrominas' oferece vagas para meninas adolescentes em atividades online de ciências
EMPREGO
Processo seletivo da Prefeitura de Maracaju terá salários de até R$ 8,5 mil
EDUCAÇÃO
Prazo para pedir isenção de taxa do Enem começa nesta segunda-feira

Mais Lidas

CAMPO GRANDE
Após discussão, jovem bate veículo em poste e namorada que estava no capô morre
POLÍCIA
'Apaixonado', rapaz furta objetos na PED para ser preso e reencontrar marido
FEMINICÍDIO
Mulher baleada na cabeça pelo ex-marido morre no hospital
REGIÃO
Mulher mata o marido a facadas após discussão em MS